Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 22 de abril de 2024


Esporte

Cronistas e torcedores apontam os favoritos no Brasileirão

Tiago Coelho - Do Portal

18/05/2012

Gabriel Nascimento

Creditado pelo 31º título estadual, conquistado semana passada, e pela boa campanha na Libertadores (precisa vencer o Boca por dois gols de diferença, na próxima quarta, 19h30, no Engenhão, para se classificar à semifinal), o Fluminense lidera o ranking de apostas entre grandes cariocas para o Brasileirão que começa amanhã. Cronistas e torcedores apontam a força do elenco liderado por Fred, Deco e Thiago Neves como a principal virtude da equipe tricolor para vencer a maratona de jogos que se estende até dezembro.

Para o jornalista Benjamin Back, colunista do diário Lance, o Fluminense ainda conta com o "melhor goleiro hoje do país":

– O Diego Cavelieri está agarrando muito. Deco e Thaigo Neves também são capazes de fazer a diferença, e fazem o Flu o melhor do Rio. O Vasco também tem um bom time, mas creio que não está tão preparado para suportar um campeonato longo.

Vasco e Botafogo também estão bem cotados. Ambos estreiam no domingo, contra, respectivamente, o Grêmio, às 18h30, em Porto Alegre, e o São Paulo, às 16h, no Engenhão. Analistas acreditam que, com alguns reforços, especialmente nas laterais e no ataque, o Alvinegro tem condições de quebrar o jejum de 16 anos sem o título nacional, desde que Túlio Maravilha levantou o caneco de 1995, contra o Santos, em plena Vila. Já o Vasco tem de se dividir entre o início do Brasileiro e o sonho do bi na Libertadores. Na próxima quarta, às 22h, os comandados de Cristóvão Borges decidem com o Corinthians do técnico Tite uma vaga à semifinal da competição sul-americana.

Há 27 dias de "férias" forçadas pela eliminação na Libertadores e no Carioca, o Flamengo larga (amanhã, às 18h30, contra o Sport, no Recife) com mais desconfiança em relação aos demais grandes do Rio. Boa parte dos cronistas considera a volta do meia Ibson, que estava no Santos, insuficiente para devolver ao time do técnico Joel e do astro Ronaldinho o futebol envolvente da primeira parte do Brasileiro do ano passado. Torcedores esperam o desfecho positivo das negociações para o retorno de Renato Augusto, do Bayer Leverkusen, outro meia talentoso que, segundo os críticos, deixou a Gávea precocemente.

Com um dos elencos mais fortes do país, o Fluminense perde algumas peças para o Brasileiro. O meia Souza e o atacante Araújo já deixaram as Laranjeiras. Lucas Patinho, recém-promovido da base, será emprestado ao Sporting de Portugal, para ganhar experiência. A principal perda deverá ser o argentino Lanzini, do River Plate, pois as negociações para a prorrogação do empréstimo, que termina no próximo mês, estão empacadas. Ainda assim, cronistas consideram que a equipe do técnico Abel terá gordura para seguir entre os favoritos do Brasileirão, ao lado de Santos, Corinthians, Vasco, Internacional e São Paulo.

– O Fluminense é um dos times mais fortes e com grande chance de ganhar o Brasileirão. Dependendo do desempenho na Libertadores, despontará como favorito – observa o jornalista Arnaldo Neto, do blog Pop Up Globoesporte.com.

O vascaíno João Ricardo Viégas, aluno do 3º período de Comunicação da PUC-Rio, reconhece que os bons jogadores à disposição e o desempenho na Libertadores embalam as perspectivas da equipe tricolor na disputa nacional. Ele pondera, no entanto, que ainda falta consistência tática ao badalado time regido por Deco:

 Gabriel Nascimento

– Além disso, cada jogo é um jogo, e cada competição tem uma dinâmica específica – completa – A Libertadores tem um contexto diferente do Brasileirão. E acho o Fluminense mais vontade do que técnica e tática.

João Ricardo lembra que Vasco e Fluminense, caso sigam na Libertadores, terão um "fico dividido", o que pode prejudicar o rendimento nas primeiras rodadas do Brasileirão. O tricolor Kauã Vasconcelos, estudante de Ciências Sociais, tem preocupação semelhante:

– A prioridade desses times agora é a Libertadores. Assim, estarão menos ligados no Brasileiro. Acho que o Corinthians, por jogar em casa, levam vantagem sobre o Flu na primeira rodada.

Benjamin Back discorda que os times na Libertadores estejam em desvantagem:

– O Barcelona, por exemplo, disputa dois campeonatos fortes ao mesmo tempo e treina para se sair bem nos dois,

Kauã considera o Vasco o maior adversário do Fluminense na luta pelo Campeonato Brasileiro. Arnaldo Neto, embora aposte no Fluminense, elogia a unidade do time de São Januário:

– O Vasco tem um bom elenco. É um time equilibrado e homogêneo e tem o Allan, que é muito versátil.

João Ricardo concorda:

– O Fluminense tem bom elenco mas não está unido como o do Vasco, que se formou desde a conquista da Série B. O trabalho do Vasco para manter o time unido vem desde 2009.

Para alguns cronistas e torcedores (sobretudo os supersticiosos, como reza a tradição alvinegra), o Botafogo conta com jogadores e comissão técnica competentes, mas haverá de superar uma certa inclinação recente de morrer na praia. Tanto no Brasileiro do ano passado quanto no Carioca deste ano, o time chegou perto do título e deixou escapar na reta final.

Na opinião dos especialistas, o Flamengo é o carioca com mais dever de casa para o Brasileiro. Busca, por exemplo, um padrão tático. Se conseguir obtê-lo, Arnaldo acredita que os jogadores passem a render muito mais, inclusive aqueles que ainda não tiveram muita chance na temporada, como o lateral-esquerdo Magal:

– Considero, hoje, o Flamengo o time mais fraco dos quatro grandes cariocas. É o que tem menos padrão tático. Do elenco, acho que o Magal pode despontar.

Outras apostas de revelação para o Brasileiro são o meia Allan, do Vasco; o volante Fábio e atacante Marco Junior, do Flu. Também do Flu, o jovem Welington Nem, revelação do ano passado jogando pelo Figueirense, acolhe grande expectativa de cronistas e torcedores.

Arnaldo levanta um questionamento, quase uma provocação, sobre as grandes estrelas com salários grandiosos: astros como Fred, Ronaldinho Gaúcho, Louco Abreu e Diego Souza ainda mantêm um bom custo-benefício?

– O Fred é excelente atacante, mas não rende tudo o que pode, está sempre machucado. O Ronaldinho, em determinadas partidas, joga de forma burocrática. O Louco Abreu é disciplinado, treina, mas a idade pesa um pouco – avalia.

Kauã acrescenta que as constantes contusões de Deco e Fred são os principais obstáculos:

– O Fluminense tem o melhor banco, mas as lesões de Deco e Fred prejudicam.

Se conseguirem vencer suas deficiências táticas, técnicas e até médicas, Flamengo, Fluminense, Vasco e Botafogo ainda terão de superar, lembra Arnaldo Neto, o grande craque do futebol brasileiro, o Neymar, que faz do seu Santos sempre um candidato a título.

– O Inter também tem um ótimo time, e está há muito tempo na fila. O Neymar é fominha e quer ganhar o Brasileirão. Estas são as pedras nos sapatos dos times cariocas.