Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 8 de agosto de 2022


Cidade

Jornada Mundial da Juventude terá prévia em julho

Monique Rangel - Do Portal

18/06/2012

 Carlos Serra

O Maracanãzinho será palco de uma prévia da 27ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Vamos ter um grande show com vários artistas ligados à Igreja Católica”, adiantou o arcebispo do Rio e presidente do Comitê Organizador Local do encontro, Dom Orani João Tempesta. Os peregrinos de outros países que vierem para a JMJ, segundo ele, receberão uma carta de recomendação para facilitar a entrada no Brasil. A medida também servirá como medida de segurança, para evitar a imigração ilegal.

Dom Orani esteve na PUC-Rio, na manhã de sexta-feira, 15, para celebrar a missa pelo Sagrado Coração de Jesus, patrono da universidade. As músicas, cantadas em latim pelos 20 membros do coral da universidade, criaram uma atmosfera angelical na missa, que contou com a participação do reitor, padre Josafá Carlos de Siqueira, nove padres e um seminarista.

Logo na entrada da Igreja do Sagrado Coração de Jesus, os 180 fiéis que participaram da celebração encontravam um cartaz com o logotipo e a data da Jornada Mundial da Juventude, que será realizada entre 23 e 28 de julho de 2013. Sobre os preparativos para o encontro internacional, o arcebispo do Rio de Janeiro antecipou ao Portal que no último fim de semana de julho será realizado, no Maracanãzinho, um simulado para 2013:

– Nos shows vamos, se possível, lançar o hino oficial da jornada.

Segundo a assessoria da JMJ, as inscrições para a reunião de jovens católicos também começará no próximo mês. O Brasil, país de maioria católica, recebe pela primeira vez o encontro – que teve o maior número de participantes em 1995, nas Filipinas, com quatro milhões de participantes. Até agora, mais de 30 mil voluntários já estão inscritos para trabalhar na edição brasileira.

 Carlos Serra Nesta fase de preparação, a ideia é receber os peregrinos de outros países sem deixar de lado a segurança. Os bispos locais enviarão uma carta de apresentação dos estrangeiros para facilitar a identificação e o ingresso dos fieis no país. “Estamos preocupados em receber bem a todos”, ponderou Dom Orani, que disse contar com a ajuda da PUC tanto na acolhida dos viajantes como na participação dos universitários.

– Estamos dando os passos para colaborar com o sucesso da jornada. Já temos um articulador com a Diocese, o padre Alfredo Sampaio – festejou o reitor da universidade, padre Josafá Carlos de Siqueira.