Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 26 de junho de 2022


Meio Ambiente

Agenda verde abre XVII Semana do Meio Ambiente na PUC-Rio

Carolina Bastos - Do Portal

06/06/2011

 Carolina Bastos

Começa hoje a XVII Semana do Meio Ambiente, organizada pelo Núcleo Interdisciplinar do Meio Ambiente (Nima) da PUC-Rio. A iniciativa reunirá, até sexta-feira, uma programação voltada ao desenvolvimento de um "mundo sustentável": palestras, exibição de filmes, debates – como o referente ao novo Código Florestal, alvo de polêmica no Congresso. As principais atividades se concentrarão no auditório do Rio Data Centro (RDC) e no auditório B8, no oitavo andar do prédio do Departamento de Direito (Frings). "Questões atuais, como a energia nuclear e a reforma do Código Florestal motivam discussões aprofundadas na sociedade. Precisamos buscar a sustentabilidade, refletir e gerar mudanças", observou o vice-reitor de Desenvolvimento, Sérgio Bruni, na abertura da Semana, esta manhã, no RDC. Depois da cerimônia, serão apresentadas novidades da Agenda Ambiental da universidade e caminhos para torná-la referência a ações externas.

O princípio da pluralidade conduzirá as discussões que miram a sustentabilidade. Em filmes, palestras e mesas redondas, serão abordados aspectos de diversas áreas, como direito, geografia, serviço social, administração, arquitetura e urbanismo, engenharia, psicologia e biologia. O programa prevê, por exemplo, a exibição do documentário Uma Verdade Inconveniente, de Al Gore na sexta-feira (10), às 16h30. No mesmo dia, às 9h, o Código Florestal será debatido pelos professores do Departamento de Direito Danielle Moreira e Fernando Walcacer e pelos deputados Alfredo Sirkis, Alexandre Molon e Chico Alencar. Segundo a gerente de recursos humanos Fabiana Bellingrodt, uma das organizadoras da iniciativa, as expectativas para a mesa são grandes: "Por tratar de um tema muito atual acredito que será a palestra mais esperada". Fabiana lembra que a Semana tem o suporte da Agenda Ambiental da universidade, que preconiza a sustentabilidade e a qualidade de vida socioambiental no campus.

– Esperamos a participação efetiva de alunos, funcionários, professores e moradores da comunidade do entorno, para haver uma conscientização geral sobre os assuntos mais importantes dessa área – acredita. 

A própria Agenda Ambiental abriu o ciclo de palestras hoje de manhã. O debate iniciado às 10h, no auditório do RDC, reuniu o diretor do Nima, Luiz Felipe Guanaes, o professor Tácio de Campos, do Departamento de Engenharia Civil; Alcir de Faro Orlando, do Departamento de Engenharia Mecânica; Fernando Betim Paes Leme, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo, e Regina, representante da Comissão de Sustentabilidade do Departamento de Direito.

O Grupo de Coleta Seletiva da PUC-Rio se apresentará amanhã, às 9h, no auditório B8. Segundo Fabiana, o projeto deverá ser implantado no campus ao fim da SMA. Abaixo, esses e outros destaques da programação. (Para ver o calendário completo, acesse o site do NIMA).

Segunda-feira (06/06)

Auditório do RDC:

  • 9h30 às 10h: abertura da XVII SMA, com o professor Sergio Bruni, Vice-Reitor para Desenvolvimento da PUC-Rio; professor Luiz Felipe Guanaes, diretor do NIMA; professor Fernando Walcacer, vice-diretor do NIMA e Maria de Belém, representante da FEVUC.
  • 10h às 12h: palestra sobre as ações da Agenda Ambiental PUC-Rio, sob coordenação de Luiz Felipe Guanaes, diretor do NIMA. A palestra contará também com os professores José Tavares Araruna Júnior e Tácio de Campos, ambos do Departamento de Engenharia Civil; professor Alcir de Faro Orlando, do Departamento de Engenharia Mecânica; professor Fernando Betim Paes Leme, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo e professora Regina, representante da Comissão de Sustentabilidade do Departamento de Direito.
  • 14h: mesa redonda com o tema “Reduções de Emissões em Aterros Sanitários”, sob coordenação do professor Celso Romanel do Departamento de Engenharia Civil e os palestrantes Adriana Felipetto, diretora da Haztec Ambiental; José Henrique Penido, diretor industrial da COMLURB e representante da Secretaria do Meio Ambiente.

Auditório B8:

  • 11h às 12h30: documentário "Planeta Branco", sobre a fauna da região do Ártico.
  • 14h30: documentário francês "Home", que mostra os danos humanos ao planeta.

Terça-feira (07/06)

Auditório RDC:

  • 13h às 15h: palestra “Sustentabilidade e Políticas Públicas”, sob coordenação da professora Maria Helena, do Departamento de Psicologia.
  • 15h às 17h: mesa redonda com o tema “Mudanças climáticas: desafios para a cidade e para a ciência”. O coordenador e o mediador será o professor Leonardo Name, do Departamento de Geografia, e os palestrantes serão Bianca Freire-Medeiros, professora da Escola Superior de Ciências Sociais (FGV) e coordenadora do MBA em Gestão e Produção Cultural (CPDOC/EBAPE-FGV); o geógrafo Claudio Egler, professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFRJ e a bacharel em Ciências Atuariais (UFRJ) e Economia (UCAM), Martha Macedo de Lima Barata, assessora estratégica do Instituto Oswaldo Cruz e pesquisadora colaboradora do Laboratório Interdisciplinar de Meio Ambiente do Programa de Planejamento Energético da COPPE/UFRJ.
  • 17h às 18h: palestra “Jardim Gramacho: território extraordinário do lixo”, comandada pelo professor Rafael Gonçalves, do Departamento de Serviço Social. Na palestra, será exibido um trecho do filme “Lixo Extraordinário”.
  • 18h às 19h: mesa redonda para debater o filme sob coordenação do professor Rafael Gonçalves, e com os palestrantes Rita Corrêa Brandão, assistente social e pesquisadora do IBASE; Valéria Pereira Bastos, do Departamento de Serviço Social da PUC-Rio; o catador Sebastião Carlos dos Santos (Tião Santos), presidente da Assossiação de Catadores do Aterro Metropolitano de Jardim Gramacho – ACAMJG e representante do Movimento Nacional de Catadores – Base Rio de Janeiro.

Auditório B8:

  • 9h às 11h: apresentação do Projeto de Coleta Seletiva da PUC-Rio.
  • 11h às 12h: exibição filme “Surplus”, que mostra uma análise da sociedade e da essência humana.
  • 12h às 14h: filme “Na Boca do Lixo”, que retrata a atmosfera da região de prostituição no centro de São Paulo nos anos 50 e 60

Quarta-feira (08/06)

Auditório RDC:

  • 9h às 13h: palestra “Consumo, Marketing e Meio Ambiente” com o professor André Lacombi, do Departamento de Administração.

Auditório B8:

  • 11h às 13h: palestra “Mudanças Climáticas” sob coordenação do professor Aquiles, do Departamento de Geografia.
  • 13h às 15h: documentário “Estamira”, que conta a história de uma mulher de 63 anos que sofre de distúrbios mentais e vive e trabalha há mais de 20 anos no Aterro Sanitário de Jardim Gramacho.
  • 17h às 19h: mesa redonda com o tema “Desafios da Educação para uma Sociedade Sustentável”. A palestra será realizada por alunos, sob coordenação da professora Andrea Lopes e de João Montaleone e mediação de Celso Sanchez e Lea Tiriba.

Quinta-feira (09/06)

Auditório RDC:

  • 9h às 11h: palestra “Adaptação de cidades para mudança climática”, com a professora Maria Fernanda Lemos, do Departamento de Arquitetura e Urbanismo.
  • 11h às 14h: mesa redonda com o tema “O Jardim Botânico do Rio de Janeiro: um conflito socioambiental” sob a coordenação dos professores de direito Danielle Moreira e Fernando Walcacer. O presidente da mesa será o professor da PUC-Rio Liszt Vieira, presidente do Jardim Botânico do Rio de Janeiro (JBRJ) e os palestrantes serão Haroldo Lima, botânico do JBRJ, André Ordacgy, defensor público da União e Fernando Walcacer.
  • 14h às 15h: palestra sobre a reforma do código florestal com a professora Danielle Moreira e o professor Fernando Walcacer.

Auditório B8:

  • 13h às 15h: exibição documentário “Tamboro”, que aborda as principais questões sociais e ambientais do Brasil. Em seguida, terá uma mesa redonda sobre o assunto com a produtora Rosa Bernardes e o editor Renato Martin.
  • 16h30 às 18h: exibição filme “Flow” sobre a escassez da água no planeta.

Sexta-feira (10/06)

Auditório RDC:

  • 9h às 13h: palestra “Limpeza do Rio Rainha”, sob coordenação da aluna Juliana. Os palestrantes são grupos organizados de moradores da Gávea.
  • 15h às 16h: palestra “Educação Ambiental” com Roosevelt Fidelis.
  • 16h às 17h: mesa redonda sobre "Impactos dos Grandes Jogos" com a participação do Departamento de Geografia e coordenação do professor Álvaro Ferreira.

Auditório B8:

  • 16h30: exibição do filme “Uma Verdade Inconveniente”, de Al Gore, sobre o aquecimento global.