Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 21 de julho de 2024


Campus

Índia e Polônia são as novas opções de intercâmbio

Caio Lima - Do Portal

18/04/2011

Luisa Nolasco

Universidades indianas e polonesas reforçam as opções para o programa Intercâmbio Acadêmico Internacional, no qual o aluno estuda, por um ou dois períodos letivos, disciplinas relacionadas ao respectivo curso na PUC. A Coordenação Central de Cooperação Internacional (CCCI) divulgará neste mês a lista com o número de vagas disponíveis em cada universidade que mantêm convênio de intercâmbio com a PUC-Rio. Os interessados deverão se inscrever para o processo seletivo até o dia 13 de maio.

– A novidade desse processo seletivo 2011.1 é a inclusão de universidades da Índia e Polônia. Outra novidade é o formulário online de inscrição no site, para agilizar o banco de dados. Sempre é bom lembrar que existem diversas opções, de variados perfis. Algumas ainda são pouco procuradas, como Chipre, China, Finlândia e Gana – observa o coordenador da CCCI, João Marcos Rampini.

Já no intercâmbio de curta duração – especiais para as férias e aberto à comunidade PUC (professores, funcionários e até ex-alunos) – a Argentina é a nova opção para quem quer estudar espanhol. Com inscrições abertas para as férias de julho, o pacote reúne aulas de idiomas, acomodação e alimentação e passeios culturais. Os outros países são Alemanha, França, Espanha, Chile, Canadá e Estados Unidos.

Aluna do 3º período de jornalismo da PUC-Rio, Fernanda Rezende dos Santos vai se candidatar para uma das vagas do programa de intercâmbio acadêmico:

– Pretendo estudar francês em Paris. Embora ainda não haja nada concreto, a oportunidade já aumenta, e muito, esse sonho. Acredito que uma das coisas que mais dificultam é a taxa de inscrição: R$ 250, só para tentar. Por outro lado, só quem está realmente interessado em aprender vai entrar na seleção. É uma forma de manter o nome da faculdade também no exterior – reconhece.

Também é possível obter um diploma de uma universidade do exterior. “Nesse programa, intitulado de Dupla-Diplomação, o aluno estuda disciplinas pré-determinadas correspondentes ao curso da PUC, mas o diferencial é a aquisição dos dois diplomas. O período é de um ano e meio a dois anos letivos”, explica o coordenador da CCCI. O prazo de inscrição varia de acordo com a universidade desejada e pode ser consultado no site da CCCI (www.puc -rio.br/ccci.)

Arrumando as malas e a cabeça

Aos que já garantiram vaga, alguns cuidados são importantes para melhor aproveitar o intercâmbio no exterior. Vinicius Valente Bayma, que estudou jornalismo na Sciences Po em Paris no primeiro semestre de 2008, alerta: o intercambista deve tratar a viagem não como uma farra, e sim como um desafio:

– É uma mudança muito grande. No meu caso, foi necessário dedicar-se bastante às aulas para poder acompanhar. Justamente por ser um desafio, acaba-se fazendo muitos amigos, de todo canto do mundo, que estão na mesma situação. As minhas dicas são: ir preparado para uma grande mudança de cultura, idioma, vida em geral; ter vontade de aprender; respeitar as diferenças e ser o mais aberto possível a novas amizades.

Para a professora Sandra Korman, coordenadora do curso de Comunicação Social da PUC-Rio e especialista em plano de vida profissional, o interessado deve, antes de tudo, "entender o sentido de um intercâmbio":

– Deve fazer parte de um projeto profissional, de uma visão de futuro onde viajar possa significar um incremento. O estudante deve saber para onde está indo e o que vai fazer, e saber, principalmente, o que a viagem pode agregar de novo em sua futura vida profissional.

 Requisitos para se candidatar nos programas de Intercâmbio Acadêmico e Dupla-Diplomação:

- Alunos de graduação devem ter cursado, no mínimo, 40 créditos do currículo

- CR acumulado igual ou superior que 7,0

- CR acumulado igual ou superior que a média do curso

- Histórico sem mais de três reprovações

- Comprovar que não tem possibilidade de concluir os estudos durante o intercâmbio (todos os alunos devem, obrigatoriamente, cursar pelo menos mais um período na PUC após o retorno)

- No caso de países de língua inglesa, apresentar certificado do exame TOEFL com pontuação mínima de 213 (Computer-Based Testing – CBT) ou 80 (Internet – Based Testing – iBT); para outros países deve-se apresentar declaração em documento oficial do curso  de línguas

Documentação necessária:

- Cópia da identidade e CPF do aluno e do responsável

- Cópias do Histórico da PUC-Rio e Histórico do Ensino Médio

- Duas Cartas de Recomendação de professores ou pesquisadores do departamento. Ambas devem ser escritas em português e inglês, exceto para alunos com destino para países de língua portuguesa e/ou espanhola

- Cópias dos comprovantes de atividades acadêmicas e proficiência na língua do país destino

- Carta de apresentação

- Curriculum Vitae  

- Foto 3x4 recente

- Comprovante de pagamento da taxa inicial de R$250,00

OBS.: Nesses dois tipos de intercâmbio existe oportunidade de bolsas próprias para bolsistas da PUC. Mais informações no site www.puc-rio.br/ccci.

OBS 2.: Os critérios de inscrição e documentação do programa de intercâmbio de curta-duração variam dependendo do solicitante. Mais informações no site.

SEGURANÇA: É obrigatória a contratação de um seguro de saúde internacional. Além disso, as universidades conveniadas contam com o International Office (Centro de apoio ao aluno internacional) que presta assistência em casos de emergência.