Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 15 de junho de 2024


Campus

PUC-Rio homenageia professores

Caio Lima e Gabriel Picanço - Do Portal

18/11/2010

Mauro Pimentel

Foi realizada ontem, 17/11, a segunda parte da homenagem aos personagens que ajudaram a construir a universidade ao longo dos seus 70 anos. As medalhas comemorativas do aniversário septagenário da PUC-Rio foram entregues a professores escolhidos pelos centros de Teologia e Ciências Humanas (CTCH), de Ciências Sociais (CCS) e Técnico-Científico (CTC), em reconhecimento ao trabalho dos profissionais que mais contribuíram para universidade e para a sua área de atuação.

Na abertura da solenidade, o reitor da universidade, padre Josafá Siqueira, S.J, voltou a ressaltar o sentimento de pertencimento presente em todos os envolvidos com a PUC.

– Tenho certeza que todos os homenageados têm orgulho de pertencer a PUC-Rio. Testemunho constantemente esse valor com palavras e ações concretas. A homenagem aos professores dos três centros é um gesto simbólico daquilo que gostaríamos de estender a todos os docentes que têm procurado engrandecer a instituição – afirmou.

Única homenageada a pedir a palavra, a professora Terezinha Féres Carneiro, do Departamento de Psicologia, ressaltou que sua história de vida é muito ligada à universidade:

 Mauro Pimentel – É uma alegria muito grande ser premiada dessa forma. O momento vale para agradecer a PUC, pois foi nesse ambiente agradável de trabalho que fizemos o melhor que poderia ser feito. É ainda mais especial (a homenagem), pois durante muito tempo, nos órgãos de fomento da pós-graduação – como a CAPES e o CNPq –, fiquei conhecida como Teresinha PUC-Rio, tamanha era minha identificação com a faculdade – contou.

Já a professora Rosina Wagner, do Departamento de Educação, agradeceu a homenagem, segundo ela, significativa para sua carreira, que contempla uma história de 41 anos na universidade:

– É uma valorização do meu trabalho. Sou apaixonada pelo que faço e essa medalha coroa todos esses anos lecionando na PUC – comentou.

O professor Miguel Pereira, do Departamento de Comunicação Social, definiu como característica principal da universidade a qualidade acadêmica conquistada com o trabalho árduo de todos os seus profissionais. Para ele, essa é a motivação do envolvimento apaixonado com a universidade:

 Mauro Pimentel – É uma universidade de primeira linha, reconhecida no Brasil e no exterior. Isso faz com que as pessoas que trabalham aqui se sintam valorizadas e trabalhem para buscar o melhor. A graduação e a pós-graduação têm um nível excelente, formaram muitos professores e pesquisadores. Isso criou uma imagem da PUC como uma das melhores universidades do Brasil. A homenagem não é apenas para um professor, é para todos os professores da PUC.

Um homenageado, em particular, mostrou-se muito grato pela oportunidade dada pela PUC. Há 14 anos, Paulo Costa Ribeiro, escolhido para receber a medalha pelo Departamento de Física, foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC). Ficou afastado durante seis meses e lembrou como a universidade foi importante nesse momento. Segundo o professor, a PUC o acolheu perfeitamente para que voltasse a lecionar, segundo ele, um “acontecimento raro numa instituição”.

 Mauro Pimentel – A PUC é a verdadeira homenageada dessa solenidade – comemorou.

Rumo aos 80 anos da universidade, o reitor destacou que a premiação foi um ato simbólico, mas que aponta para o  que a universidade pretende para o futuro:

– Construir um ambiente socialmente mais integrador e ambientalmente mais sustentável, sempre mantendo o amor que as pessoas têm pela instituição. Só assim que vamos conseguir vislumbrar novos horizontes, planejando os próximos 10 anos – concluiu.