Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 8 de agosto de 2022


Campus

"Meu primeiro dia na PUC" movimenta universidade

Carina Bacelar, Fernanda Miranda, Igor de Carvalho, Luísa Sandes e Thaís Chaves - Do Portal

02/08/2010

Mauro Pimentel

Os calouros do segundo semestre da PUC-Rio estiveram hoje (02/08) na universidade para o "Meu primeiro dia na PUC". Decanos e coordenadores dos departamentos apresentaram os cursos e o campus para os novos alunos.  Catarina Lins, por exemplo, é uma das calouras que esteve no “Meu primeiro dia na PUC”. Ela veio do Sul só para fazer letras na universidade, pois acredita que a PUC é a melhor graduação do curso que escolheu.

– Tenho muitas expectativas no curso de letras, acho que a literatura é a principal base do cinema. Pretendo trabalhar com cinema unindo essas duas áreas – disse a caloura.Os novos alunos do Departamento de Letras puderem ter uma amostra do que podem esperar da universidade. Os estudantes participaram da palestra na sala L114, ministrada pela coordenadora Erica dos Santos Rodrigues e pela professora Rosana Kohi, que ressaltaram os diferentes tipos de habilitação oferecidos pela formação em letras. Elas também explicaram como usar a biblioteca, “uma das principais ferramentas a serem usadas ao longo do curso”. As palestrantes falaram, ainda, sobre a Cátedra Unesco de Leitura e sobre o Instituto de Pesquisa em Ensino de Línguas.

Na filosofia, o coordenador de Graduação do departamento, Luiz Carlos Pinheiro Dias Pereira, apresentou o currículo e as opções de pesquisa para os estudantes. Thales Ferreira é um dos calouros do curso que esteve na palestra. Segundo o universitário, a possibilidade de trabalhar nas pesquisas acadêmicas da PUC-Rio o animou ainda mais na escolha profissional. Essa é a segunda formação do estudante, que assim como Catarina Lins, pretende unir diferentes conhecimentos em uma única carreira.

Entre os calouros que participaram da palestra do Departamento de Teologia, na sala L522, estava o doutor em História Política André Sena, de 36 anos. O estudante diz ter grandes expectativas em relação ao curso, pois só agora teve “tempo e coragem para estudar teologia”.

– Estou muito animado com a ideia de recomeçar uma graduação, essa é uma maneira de mudar o meu enfoque acadêmico – afirmou André Sena.

Para os alunos do Departamento de Comunicação Social, o "Meu primeiro dia na PUC" começou, às 14h15, no ginásio, com uma palestra da coordenadora setorial de graduação do Decanato do Centro de Ciências Sociais (CCS), Daniela Vargas. Ela falou sobre o histórico da universidade, sua estrutura administrativa e núcleos interdisciplinares. A professora também tratou de assuntos relativos à vida na universidade, como o sistema PUC online e o Coeficiente de Rendimento (CR), termos ainda desconhecidos para os calouros. Para Daniela, esse desconhecimento é o grande motivo do “Meu primeiro dia na PUC”.

– A idéia é trazer os calouros para o campus antes de ele ficar cheio com o início das atividades acadêmicas. Assim, os departamentos têm tempo de dedicar atenção especial para esses alunos novos – declarou a professora.

Após as palavras de Daniela, foi a vez do vice-reitor Comunitário, Augusto Sampaio, dar as boas vindas aos alunos presentes no ginásio. O professor apresentou as atividades desenvolvidas pela Vice-Reitoria e destacou a importância da concentração de vários cursos de graduação de diversas áreas no mesmo campus.

– O aluno de ensino médio, quando entra na vida universitária, encontra um mundo diferente, onde há intercâmbio de amizade e de conhecimento. Daí a importância das dicas que damos aqui de como efetuar esse rito de passagem, da vida escolar para a universitária – ressaltou.

Essa mudança gera grande expectativa em muitos calouros do curso. Marcos Freitas, por exemplo, acredita que a grande novidade da vida universitária é a maior independência, diferente do controle que vivia no colégio. Ele já frequentava a PUC, pois era aluno do colégio de aplicação da universidade, o Teresiano. Marcos espera encontrar novas amizades e adquirir uma visão integrada das três áreas da comunicação (cinema, jornalismo e publicidade).

Depois dos alunos de comunicação social, foi a vez dos demais alunos do Centro de Ciências Sociais, dos Departamentos de Administração, Direito, Geografia e Meio Ambiente, História, Relações Internacionais, Sociologia e Política e Serviço Social assistirem à palestra do decanato.

As expectativas desses calouros para essa nova vida também são grandes. João Paulo Angeli, aluno de geografia e meio ambiente, já esperava esse primeiro dia há muito tempo. Ele estava “ansioso pelas novos conhecimentos e amizades”. Já Luciene de Lima, caloura de direito, veio para a PUC em busca do conforto e da orientação que uma universidade pública, segundo ela, não pode oferecer.

Camila Grinsztejn Ao fim das palestras no ginásio, o Departamento de Administração levou seus alunos ao Instituto de Administração para palestras específicas sobre o curso. A coordenadora Leia Mara falou de temas como dupla-diplomação, supervisores de carreiras, integração entre pós-graduação e graduação e sobre as diversas áreas da administração. O calouro Wellington Rodrigues escolheu o curso pelas oportunidades que o mercado oferece e pela oferta de vagas no vestibular. De acordo com ele, a qualidade da PUC pesou na hora de escolher uma universidade.

No curso de artes e design, os novos alunos foram recepcionados com uma palestra e uma visita guiada pelos veteranos. A recepção ocorreu no auditório do RDC. O curso de design inclui as áreas de comunicação visual, mídia digital, moda e projeto de produto.

De acordo com a coordenadora do curso, Jackeline de Lima Fabiarz, a PUC-Rio oferece oportunidades como espaço propício para o contato com diferentes visões, ambiente agradável, bolsas de desempenho, projetos de iniciação científica, como o PIBIC, e programas de intercâmbio.

– Para os alunos terem uma formação completa devem obedecer a normas como prazos, frequência, horários – acrescentou Jackeline.

Os novos universitários de design esperam do curso excelente formação profissional, como aplicação prática, aproximação como mercado de trabalho, além de excelentes professores e amizades. Matheus Stone, do primeiro período, pretende se especializar em comunicação visual e espera que o curso caminhe para a direção artística.

– Escolhi design porque sempre gostei muito de desenho. Na PUC, posso aprender o que gosto ligado na área comercial, não só restrito à arte – ressaltou.Camila Grinsztejn

Os alunos do curso de Pedagogia foram recepcionados com palestra, lanche e depois passeio para conhecer o campus da PUC. A diretora do Departamento de Educação, Isabel Lelis, acredita que o grupo de professores e alunos do curso é muito plural, pois desenvolve pesquisas e visões de mundo bastante variadas.

– Quero que vocês sejam muito felizes nesses anos aqui. A PUC é um lugar muito bom para estudar e trabalhar – concluiu.