Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 25 de julho de 2024


Cultura

Estudante troca o livro pela internet, revela pesquisa

Bruno Alfano - Do Portal

06/05/2010

 Mauro Pimentel A universalização da internet entre os estudantes da PUC agora é um fato comprovado em números. Pesquisa – realizada pelos alunos de Sociologia – aponta que 94% dos universitários acessam, diariamente, a internet e 99% possuem, pelo menos, uma conta de e-mail. O sucesso deixa tradicionais mídias para trás: a televisão é assistida diariamente por 71% dos estudantes e 45% leem jornal todo dia. Apesar do acesso crescente  à informação, sobretudo na web, porém, a média de leitura está diminuindo: 43% dos entrevistados afirmaram ler de um a três livros por ano. O coordenador da pesquisa, Antonio Carlos Alckmin (foto), vê o fim das bibliotecas particulares como um sintoma:

– Era comum a criação de uma biblioteca em casa. Hoje ninguém faz mais  – afirma o professor.

Ele argumenta que a internet não substitui o livro. “Os jovens fora daqui também estão lendo pouco. A internet os deixa informados, mas o livro é insubstituível”.

A escritora e professora do Departamento de Comunicação Luciana Pessanha concorda com Alckmin.  Para ela, a informação da internet é "superficial e imediata" e o livro "traz a interiorização necessária ao ser humano".

– Grande parte dos problemas que afligem as pessoas tem as respostas na literatura – afirma. 

 Mauro Pimentel Aspectos econômicos e culturais também são apontados como causas do pequeno índice de leitura. Na opinião do professor Paulo César Greenhlagh (foto), que divide com Alckmin a coordenação da pesquisa, o livro está muito caro e "isso afasta os leitores”, especialmente os mais jovens. Já a professora Maria Celina D’Araújo, do Departamento de Sociologia e Política,  responsabiliza "a cultura da xerox": 

– O aluno tem que ser incentivado a ler o livro inteiro – argumenta.

TV ainda reina como principal fonte de informação do brasileiro

Apesar de crescente, o acesso à internet no Brasil ainda é pequeno: apenas 34% (66 milhões) da população navega na rede – nos EUA, esse índice chega a 75% (220 milhões) e na Índia 81 milhões de pessoas estão conectadas (mas isso só corresponde a 15% dos indianos).

A televisão ainda domina a audiência no Brasil. Presente em 97% dos lares – percentual inferior só ao da Grã-Bretanha –, o aparelho se sobrepõe aos computadores, que estão em apenas 25% das casas brasileiras. A média de leitura entre os brasileiros também é baixa: 4,7 livros por ano – contra oito por ano dos europeus.