Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 25 de julho de 2024


Cultura

Atividades extras criam atalho para a leitura

Bianca Baptista - Do Portal

17/09/2009

Bianca Baptista

Para seduzir o público da Bienal, principalmente os jovens, organizadores de estandes recorrem a atrações extras. Tarde de autógrafos, teatro, biblioteca digital, internet, brindes juntam-se aos donos da festa - os livros - na missão de atrair os visitantes.

 

Sessões de teatro, interatividade e brindes roubam as atenções. No estande da Imprensa Oficial, responsável pela publicação do Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, um quiz (jogo de perguntas e respostas) disponível no computador reúne informações e dicas de prevenção à dengue. Os que acertarem ganham um kit com jogo da memória; o livro Pai Sol, Mãe Árvore, que explica de forma educativa fenômenos da natureza, inclusive o aquecimento global; Estatuto da Criança e Adolescente; e Código de Defesa do Consumidor.

 

Depois do quiz, uma apresentação de teatro, cerca de 15 minutos, conta histórias de perfil educativo. Segundo a organizadora das atividades, Renata Palmier, só na sexta-feira passada foram distribuímos cerca de mil kits.

 

Já no estande do Fundo Nacional de Desenvolvimento de Educação (FNDE) o que chama a atenção é o tamanho dos livros - enormes - e a interatividade com o público. Telas exibem caricaturas de autores, que explicam suas histórias. 

 

Encontro com escritores é outro recurso comum para atrair os visitantes na Bienal. Meg Cabot, Thalita Rebouças, Ana Maria Machado, Maurício de Souza, Walcyr Carrasco são alguns dos que programaram um contato direto com o público.

 

– Esse tipo de iniciativa é muito importante. Faz com que os leitores identifiquem melhor os autores e aumentem o interesse pela leitura. – ressalta a escitora Gisele Costa.