Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 22 de abril de 2024


Cultura

Le Corbusier no Rio

Paula Araujo - Do Portal

31/07/2009

Uma homenagem a um dos maiores arquitetos e designers do século XX. Assim se caracteriza a exposição Le Corbusier – Entre Dois Mundos. Com mais de 120 obras do artista, a Caixa Cultural recebe a mostra até o dia 23 de agosto, no Centro do Rio. Além de desenhos, podem ser vistos filmes, peças, fotografias e maquetes de diversos artistas que fazem parte da Fundação Le Corbusier, em Paris.

Seu nome de batismo é Charles Edouard Jeanneret, mas ele ganhou o mundo com o pseudônimo de Le Corbusier. Apesar de ter visitado o país apenas duas vezes – em 1929 e em 1936 -, o arquiteto francês desenvolveu grande apreço pelo traçado arquitetônico do Brasil, em especial pelo do Rio de Janeiro. Na cidade, Le Corbusier foi importante na orientação dos então novatos Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, em 1929. Juntos, eles foram responsáveis pela criação do prédio do Ministério da Educação, o Palácio Gustavo Capanema, no Centro.

O auge de sua carreira foi definido entre 1945 e 1965, seus últimos 20 anos de produção. Neste período, foram desenvolvidos a unidade habitacional de Marselha, a capela de Ronchamp, e outros. O artista morreu em 1965 e deixou um grande legado para a arquitetura modernista mundial.

 A entrada é gratuita e a Caixa Cultural fica na Avenida Almirante Barroso, número 25, no Centro.