Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 22 de maio de 2024


Cidade

PUC-Rio presta serviços gratuitos no Largo da Carioca

Bruna Santamarina,Tatiana Carvalho e Suzane Lima - Do Portal

19/05/2009

Atendimentos médicos e jurídicos e o estande do polo avançado da PUC-Rio de Duque de Caxias são os serviços mais requisitados no primeiro dia do Mostrando Serviço, no Largo da Carioca. Aberta nesta terça, às 10h30, pelo Coral da PUC, a iniciativa apresenta, até amanhã, das 10h às 19h, as ações sociais da universidade à população. O reitor Pe. Jesus Hortal Sanchéz, S.J., destacou a importância da integração entre o meio acadêmico e a sociedade:

– A interação com a sociedade é essencial. A PUC está dentro da sociedade, não dissociada dela. É uma instituição de ensino que busca o desenvolvimento humano e a verdade. Não há um departamento que não tenha interação social.

Considerada uma prévia da XIII Mostra PUC, que acontecerá na terceira semana de agosto, a segunda edição do Mostrando Serviço deve atrair mais de 50 mil pessoas, prevê o professor Luis César Tardin, titular da Coordenação Central de Estágios e Serviços Profissionais (CCESP).

– O Mostrando Serviço é organizado para apresentar os projetos sociais da universidade. Já a Mostra PUC destaca a inclusão dos jovens no mercado de trabalho – esclarece Tardin –Queremos mostrar e oferecer, de forma visível e integrada, os serviços que a PUC-Rio realiza em favor da sociedade, principalmente dos mais necessitados.

Treze serviços são oferecidos por voluntários em estandes localizados próximos à estação Carioca do metrô. O polo avançado da PUC-Rio de Duque de Caxias, por exemplo, apresenta os projetos e cursos oferecidos nas áreas de ciências humanas, tecnológicas e sociais.

Outro programa que chamou a atenção foi o Cozinhando o Futuro, que forma assistentes de cozinha. Os interessados podem se inscrever no processo seletivo. Quem for aprovado no curso trabalhará no Bistrô Saint Benoit, na Gávea.  

No estande do Instituto de Odontologia da PUC-Rio (IOPUC), especialistas aconselham os pacientes sobre os tratamentos oferecidos, como de cáries, de canal e ortodônticos. Depois de receber informações, passam por uma triagem com uma assistente social na sede da IOPUC, que fica na Marquês de São Vicente, 389, Gávea.

A Escola Médica de Pós-graduação oferece serviços médicos gratuitos. O atendimento segue a ordem de chegada, com a distribuição de senhas.

– Se a procura for muito grande, os pacientes serão encaminhados para hospitais e consultórios médicos – explica o diretor da Escola Médica, David Azulay.

Na manhã desta terça-feira, o atentimento médico foi prestado por profissionais de clínica médica, nefrologia, infectologia e dermatologia atenderam a população. À tarde, as especialidades serão clínica médica e homeopatia. Na quarta-feira de manhã, ortopedia e medicina intensiva. À tarde, profissionais de dermatologia e psiquiatria farão plantão.

Para José Luiz Simão, que está desempregado, o Mostrando Serviço foi uma oportunidade de realizar o exame de próstata:

– Eu soube pelo jornal e achei ótimo a iniciativa da Universidade. Em hospitais públicos há lista de espera e não posso pagar o exame na rede particular.

 

No estande do Hemorio, o cidadão encontra esclarecimentos sobre quem pode doar sangue.

A exemplo dos serviços médicos, o atendimento jurídico também é muito solicitado, observa Luis César Tardin. Em duas salas montadas no Largo da Carioca, o Escritório Modelo de Advocacia (EMA) está atendendo à população nas áreas de direito civil, que inclui direito do consumidor e de vizinhança; do trabalho; previdenciário; penal; empresarial e tributário. Se houver necessidade, a continuidade do serviço será prestada no próprio escritório, na PUC-Rio. O cliente precisa receber até quatro salários mínimos.

Juliana Duarte, professora de Direito que trabalha no Núcleo de Prática Jurídica (NPJ), atendeu 20 pessoas na primeira hora.

– Os casos mais comuns são de pessoas dispensadas sem recisão de contrato ou que não têm carteira assinada e pedem vínculo empregadício. Muita gente vem buscar orientações sobre processos que estão em andamento.

Mostrando Serviço apresenta também projetos que buscam integrar a sociedade e reduzir a exclusão, como o Centro de Vida Independente (CVI) e o Núcleo de Estudo e Ação Sobre o Menor (NEAM). O CVI fornece orientações para melhorar a qualidade de vida de pessoas portadoras de necessidades especiais. Já o NEAM forma "agentes de transformação social" provenientes de classes populares.

Os 13 núcleos de prestação de serviço reunidos no Mostrando Serviço são: NEAM, Núcleo de Prática Jurídica (NPJ), IOPUC, CCESP, CTC/Pllural, Projeto UNICOM, Incubadora de Empreendimentos Solidários Populares Padre Agustín Castejon (INEMSOPAC), CVI, Biochip, Polo Caxias, Núcleo de Artes Digitais e Animação (NADA), Escola Médica de Pós-graduação e Comunicação.

A parte cultural também mostrou-se eclética. Além o Coral da PUC, que apresentou um repertório variado, os participantes acompanharão a exibição do Grupo de Capoeira do Mestre Camurça, às 16h. Em seguida, uma série de projeções contará a história do Rio Antigo e do trabalho social que a PUC-Rio realiza na Amazônia. Na quarta feira, às 16h, o grupo Som na Lata, do Espaço Cultural Fazendo Arte, fará uma apresentação.