Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 24 de setembro de 2022


Campus

Reitor faz balanço do ano na Assembléia Universitária

Carolina Heringer - Do Portal

17/12/2008

 Paula Giolito

O reitor da PUC-Rio, Padre Jesús Hortal Sánchez SJ, apresentou, em 17 de dezembro, o balanço das atividades, dos compromissos e das conquistas da Universidade em 2008. No auditório lotado do RDC, a platéia formada por decanos, diretores acadêmicos e professores assistiu à apresentação do relatório da reitoria, que tradicionalmente acontece no fim do ano letivo. Além das realizações do ano, foram expostos, na Assembléia Universitária, alguns dos planos e desafios para 2009. Projetos cujo desenvolvimento sustenta-se no "espírito comunitário" da PUC-Rio, um dos trunfos destacados pelo reitor.

– A construção do prédio em parceria  com a Petrobras, por exemplo, será uma novidades importantes do próximo ano. Com uma série de laboratórios, será mais um núcleo de excelência acadêmica, estratégico para reforçar o compromisso com o desenvolvimento de pesquisas científicas – adiantou Padre Jesús Hortal.  

Outro ponto importante do discurso referiu-se à colocação da PUC-Rio entre as dez melhores instituições de ensino superior do país em lista divulgada pelo Ministério da Educação (MEC). "Se fossem descontadas as universidades monográficas, isto é, aqueles dedicadas a uma área de estudo, ficaríamos em sexto", ressalvou.  O reitor também destacou o desempenho no IV Prêmio Melhores Universidades Guia do Estudante e Banco Real. A PUC-Rio ganhou o título de melhor universidade entre as instituições de ensino privadas das capitais avaliadas e foi contemplada com três prêmios na categoria “As Melhores por área de conhecimento”: Matemática e Informática; Ciências dos Materiais; Elétrica e Mecânica.

Ainda dentro do balanço do ano, o reitor apontou a continuidade de um crescimento da Universidade de "maneira equilibrada". Em oito anos, o número de alunos de graduação aumentou de 10 para 12 mil. Somando os estudos à distância, chega a quase 13 mil – marca que, segundo o reitor, será ultrapassada com folga em 2009. Este salto implica novos desafios: 

– A expansão na base de nossos alunos provoca novas necessidades de espaço físico, instalação e serviços – afirmou.

Para atender a novas demandas, a PUC-Rio adquiriu, neste ano, uma área de vinte e quatro mil metros quadrados, na Gávea, próxima ao Parque da Cidade. A expansão vai continuar nos próximos anos, prometeu Padre Jesús Hortal: "Continuaremos a procurar espaços físicos, de preferência perto da Universidade".

Nas projeções para o ano que vem, ganhou destaque a implementação dos cursos de Artes Cênicas e Ciências da Computação. As primeiras turmas serão abertas já no primeiro semestre de 2009. Segundo Alexandre Montaury, professor do Departamento de Letras responsável pelo curso de Artes Cênicas, o diferencial da nova formação será a multidisciplinaridade.

– Teremos dentro do currículo matérias de seis cursos: letras, comunicação, sociologia, filosofia, história e direito. Tudo para formar um profissional altamente qualificado e diferenciado no mercado – afirma Alexandre.

A integração com os cursos de Sistema de Informação e Engenharia da Computação também será o diferencial do curso de Ciências da Computação, coordenado pelo Departamento de Informática. Theresinha Sousa da Costa, coordenadora da graduação, conta como surgiu a idéia:.

– Nós já tínhamos o curso de Sistema de Informação e Engenharia da Computação, mas sentíamos falta de um curso que tivesse a essência da computação. Assim, decidimos começar com a ciência da computação.

A série de planos para 2009 inclui a conclusão de obras como as do Colégio São Marcelo, do Departamento de Direito e do edifício do núcleo de competência em petróleo, parceria com a Petrobras. Está prevista também a construção de novas salas de aula no campus.

O reitor ressaltou, com igual eloqüência, o compromisso com a responsabilidade social e ambiental. Segundo ele, a quantidade de bolsistas na Universidade chega a 5.066 alunos, 41% do total. Desde 2001, o aumento do número de bolsistas parciais ou integrais é superior ao ritmo de crescimento total de alunos.

“Além de nossa responsabilidade social, não podemos esquecer da ambiental”, reiterou o reitor. Entre as ações do gênero, está a elaboração, pelo Núcleo Interdisciplinar de Meio Ambiente (NIMA), da agenda de sustentabilidade ambiental da PUC: uma comissão de alunos e professores de diversos cursos desenvolve atividades destinadas à preservação do meio ambiente.

– Foi um ano de pensamento e sensibilização, de proposições e ações que impliquem mudanças de comportamento. Nossa idéia é criar um plano diretor sustentável para a Universidade e conseguir que isso se transforme num plano administrativo – espera o diretor do NIMA, Rafael Guanaes.

No fim do discurso, o reitor citou sua visita à China, em outubro, como "um exemplo do espírito inovador e empreendedor da Universidade". Com outros 15 reitores de diversos países, Padre Jesús Hortal esteve em Najing para integrar o Conselho Assessor para o desenvolvimento e sustentabilidade ambiental do Nanguang College, da Universidade de Comunicações da China. "Foi uma bela experiência", resumiu.