Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 1 de outubro de 2022


País

Inovação: motivo de festa e receita contra a crise

José Augusto Martini - Do Portal

13/01/2009

A Assembléia Anual de 2008 do Instituto Gênesis da PUC-Rio foi marcada pela homenagem às empresas que surgiram em seu núcleo e conquistaram espaço no mercado. O encontro fez parte das ações realizadas no Brasil durante a Semana Global do Empreendedorismo, que envolveu mais de 60 países, com o propósito de disseminar soluções inovadoras. Com o tema Filhos de um sistema de inovação, a Assembléia celebrou os 77 empreendimentos gerados em mais de 11 anos de existência do Instituto. A crise econômica mundial não ficou de fora da apresentação do relatório.

O diretor do Instituto, José Alberto Aranha, afirmou que os efeitos da crise econômica já podem ser sentidos nas micro e pequenas empresas brasileiras. Apesar do impacto nos pequenos empreendimentos, Aranha enxerga oportunidades na crise. “A crise vai atingir de alguma forma as menores empresas, mas trabalhando com afinco inovador é possível encontrar mercado”, receitou.

As homenagens aos empreendimentos de sucesso do Instituto e àqueles que ajudaram em sua formação marcaram a assembléia. O prêmio Memória Gênesis foi concedido a Sergio Leal Braga, que ajudou a fundar em 1997 a Incubadora Gênesis. O vice-reitor administrativo da PUC, Luiz Carlos Scarvada, foi homenageado pelo seu trabalho relacionado à reforma no Departamento de Engenharia e pela visão inovadora. “Pode-se questionar o valor de tudo, menos do conhecimento”, ressaltou o vice-reitor, em seu discurso de agradecimento. Os fundadores da Empresa Junior e o diretor de inovação da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), ligada ao Governo Federal, também foram homenageados.

Além de apresentar o relatório anual do Instituto Gênesis, a Assembléia acolheu a palestra do ex-reitor da UFRJ e atual reitor da Universidade Castelo Branco, professor Paulo Alcântara Gomes. Com o tema O empreendedorismo e seus desafios para a universidade, Paulo Alcântara explicou de que forma o rápido avanço da tecnologia obrigará as instituições a repensar a forma de educar. Para ele, um aluno que entra com 17 anos na universidade tem o risco de ficar desatualizado caso saia e perca o contato com os estudos científicos. “O grande desafio da universidade é preparar jovens para tecnologias que ainda não foram geradas”, concluiu.

O diretor do Sebrae Rio, Evandro Peçanha, aproveitou o encontro para renovar o contrato entre a instituição e o Instituto Gênesis, com a intenção de fomentar o ensino do empreendedorismo. “A PUC-Rio foi pioneira no ensino do empreendedorismo no Brasil”, lembrou Peçanha.