Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 24 de setembro de 2022


Campus

A rotina de acompanhar a evolução da notícia

Olivia Haiad - Do Portal

09/12/2008

A notícia está sempre evoluindo. Com esta filosofia de trabalho, a supervisora de telejornais da Globo News, Ângela Lindemberg, investe na atualização e no detalhamento dos fatos. Tais aspectos são essenciais para tornar a reportagem mais útil e atraente, ressaltou Ângela, em palestra do curso de telejornalismo do Globo Universidade, parceria com a PUC-Rio. 

A jornalista explicou aos alunos que a Globo News conjuga esforços para mostrar a evolução dos fatos importantes, levando o telespectador a acompanhá-los na íntegra. Esforços refletidos na rotina dinâmica da emissora. A rotina de produção do “Em cima da hora” começa às 5h da manhã. Às 7h, tem-se o primeiro espelho do telejornal. Ao longo do dia, as reportagens programadas recebem atualizações e novas notícias se incorporam ao processo de produção editorial.

As coberturas ao vivo, acrescentou Ângela, dividem-se entre as previstas e as imprevistas. “Este tipo é sempre mais complexo. A notícia vai evoluindo, e o telespectador vai descobrindo junto”, observou.

A agilidade necessária na cobertura jornalista não deve ser justificativa para erros, lembra Ângela. Para ela, cautela é um dos atributos mais importantes na cobertura jornalística:

– No famoso seqüestro do Ônibus 174, por exemplo, quando o assaltante atirou no chão, não sabíamos se ele tinha matado a mulher ou não. É preciso cuidado para não passar uma informação precipitada e equivocada. O apresentador precisa ter o controle da notícia. Assim, fala-se com ele com calma pelo ponto (escuta eletrônica) – ensinou a jornalista. Ângela esclareceu também que a linguagem da TV fechada deve seguir as mesmas prerrogativas da TV aberta: precisão, objetividade, clareza. “Talvez o texto de telejornal em canal fechado entre mais em detalhes”, ponderou.