Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 20 de junho de 2024


Campus

Angeluccia Habert assume o Departamento de Comunicação

Andressa Pessanha - Do Portal

06/03/2015

 Felipe Castello Branco

O sentido de comunidade, traço histórico da PUC-Rio, será um dos pilares para consolidar e ampliar iniciativas dedicadas à excelência na qualificação em Jornalismo, Publicidade e Cinema. Assim destacou a professora Angeluccia Bernardes Habert, doutora em Ciências da Comunicação, ao assumir pela terceira vez a direção do Departamento de Comunicação Social. A sucessora do cientista político Cesar Romero Jacob pretende aplicar a filosofia cooperativa irrigada há décadas no Departamento em compromissos como o avanço do curso de doutorado e a renovação harmônica do quadro de professores. Com o princípio de “manter a engrenagem e só mudar o estilo”, a nova diretora apoia aperfeiçoamentos pontuais, sem prejuízo das conquistas alcançadas, muito menos dos valores necessários à formação profissional gabaritada reconhecida pelo MEC e pelo mercado.

– Não há nenhuma proposta de mudar radicalmente; o que faremos é uma atualização. Mudamos de acordo com a necessidade da sociedade. Não esperamos mudança de currículo, por exemplo, mas sim rever, coordenar e aproximar aquilo que já existe – sintetizou Angeluccia, na cerimônia de posse, nesta quinta-feira, 5.

A ideia de "atualizações pouco radicais" decorre da base já consolidada por Romero Jacob nos últimos três anos e meio. Neste período, o Departamento empreendeu uma agenda representativa para a Comunicação – da qual faz parte, por exemplo, a implantação do doutorado – e para a própria universidade. Integram esta agenda plural iniciativas nas quais a participação dos alunos, sob supervisão acadêmica, aguçou o desejado alinhamento entre teoria e prática, como a comemoração dos 60 anos do curso, em maio de 2010; a elaboração especial da Revista Jovem durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em 2013; e a exposição A Bola, na Copa do Mundo 2014. Romero fez questão de lembrar, no generoso discurso de agradecimento – à direção da PUC-Rio, aos coordenadores da Comunicação, aos professores, alunos e funcionários –, a importância do senso de cooperação característico do Departamento para consumar estes e outros projetos igualmente expressivos (dois dos mais recentes referem-se à parceria entre o curso de Cinema e o novo centro cultural do Grupo Severiano Ribeiro, que funcionará no reformado Cine Odeon, no Centro); e às produções jornalísticas e publicitárias inspiradas no aniversário de 450 anos do Rio

Com o apoio de Romero Jacob, que comandou por três vezes a Comunicação, e a experiência acumuladas nas gestões anteriores – assumiu também em 1992 e em 2008 –, a professora Angeluccia Habert retorna ao “complexo departamento” centrada na formação dos alunos tanto no âmbito profissional como no social. Ela adianta que pretende aproximá-los das coordenações “mais jovens” que sua gestão promoverá:

 Felipe Castello Branco – As nossas coordenações serão todas de professores mais jovens, como pedido na universidade, por meio da renovação do quadro. E isso, consequentemente, vai nos aproximar dos alunos. Será uma troca muito humana, pois acredito que a educação é interação social.

Assim como o equilíbrio entre teoria e prática tem se mostrado importante para a excelência da qualificação e o reconhecimento do curso nos meios acadêmico e profissional, a harmonia entre professores mais experientes e mais jovens é vista também como um atributo essencial. A combinação ótima foi acentuada pelo decano de Ciências Sociais, Luiz Roberto Cunha. Para ele, esta harmonia deve se inspirar na longeva e bem-sucedida afinação profissional entre os professores Angeluccia, Romero Jacob e longeva, Miguel Pereira, coordenador da Pós-Graduação de Comunicação Social e Everardo Rocha. Afinação da qual resultaram sucessivos avanços ao longo das últimas três décadas. Cunha chegou a compará-la, em tom espirituoso, ao entrosamento dos três (quatro) mosqueteiros. Padre Josafá Siqueira também enfatizou a importância do diálogo entre o “antigo e o novo”, e ressalvou:

– É importante que a nova geração aprofunde não só vínculos trabalhistas, mas de pertencimento e alegria por estar nesta casa.

O reitor caracterizou o Departamento recém-assumido por Angeluccia como “fortemente vital, criativo e inovador” na formação de profissionais e prestação de serviços para a universidade e a sociedade. Uma das contribuições, destacou padre Josafá Siqueira, remete à parceria da prefeitura com a PUC-Rio alusiva aos 450 anos da cidade. "O Departamento de Comunicação Social encaminhou à direção da universidade um documento com quatro páginas com projetos sobre o tema", exemplificou.

Angeluccia e PUC-Rio: mais de 25 anos de contribuição acadêmica

Professora do Departamento de Comunicação Social há mais de 25 anos, Angeluccia Bernardes Habert leciona atualmente a disciplina Projeto Experimental. Querida por alunos e professores, pelo temperamento cativante e as observações acuradas, Angeluccia acumula um extenso repertório de pesquisas em diversas áreas, como Teoria da Comunicação, Literatura Comparada e Sociologia, e de publicações como o livro Fotonovela e Indústria Cultural (Ed. Vozes, 1974). Foi diretora pela primeira vez de 1992 até 1994. Voltou 15 anos depois, em 2008, e agora, em 2015.

Orgulhosa por nutrir um afeto à instituição e às relações humanas, ela reassume o Departamento de Comunicação Social com a perspectiva contribuir para os alunos, mas para a própria trajetória acadêmica:

– O Departamento tem um cotidiano complexo, que exige de nós muito esforço. Mas, aos poucos, compreendemos e buscamos nisso a questão da subsistência. Temos sempre que ter um ideal para ir adiante – inspira-se a professora.