Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 24 de junho de 2024


Cidade

Rio de Janeiro em quatro séculos de imagens

Viviane Vieira - aplicativo - Do Portal

21/01/2014

Há quatro séculos colonizadores europeus e escravos já registravam as belezas do Rio de Janeiro e suas transformações. Os grupos étnicos também contribuíram na formação da diversidade cultural da população carioca. As paisagens e praias famosas tornaram o Rio de Janeiro conhecido mundialmente.

No ano em que o Rio completa 450 anos, a exposição ImagináRio, em cartaz no Museu de Arte do Rio (MAR), na Praça Mauá, vai além das imagens e retoma o debate a respeito dos rumos da construção social do Rio. A mostra apresenta um acervo variado, desde projeções, fotografias e esculturas até objetos com estampas dos pontos turísticos.

Um dos destaques da exposição é a réplica da cabeça do Cristo Redentor, do escultor Paul Landowski, que chama a atenção principalmente das crianças. O fotógrafo Cesar Barreto teve uma sala dedicada a seus trabalhos. Com olhar particularmente apaixonado pelo Rio, suas fotografias em preto e branco inspiram os visitantes. Projeções e imagens com as ruas mais importantes, como a Avenida Central, ilustram como era e como está o Centro histórico do Rio e momentos como o carnaval de 1920.Viviane Vieira

O propósito da exposição é criar um panorama das transformações e desdobramentos que até hoje são presentes. “ImagináRio agrega trabalhos que apontam para uma contínua reflexão. É o caso do legado dos grupos étnicos que contribuíram para a formação do tecido social que povoou e deu diferentes contornos à paisagem do Rio de Janeiro”  — informa o site do Museu de Arte do Rio.

A exposição ImagináRio está no Museu de Arte do Rio (Praça Mauá, n° 5, Centro) até o dia 16 de março. As visitações podem ser feitas às terças-feiras das 10h às 19h, com entrada franca, e de quarta a domingo das 10h às 17h, com ingressos a R$ 8 e meia-entrada a R$ 4.

Veja fotogaleria com detalhes da exposição.