Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 21 de julho de 2024


Mundo

"Obama vencerá eleições", afirma especialista

Amanda Reis e Rodrigo Serpellone - Do Portal

05/11/2012

 Eduardo Ribeiro

“Barack Obama ganhará as eleições porque conseguiu convencer o povo americano de que Mitt Romney não é uma pessoa confiável”, afirmou o especialista em política norte-americana Sandy Maisel, professor da Universidade de Colby (EUA) e da Cátedra Fullbright da PUC-Rio, que promove e divulga estudos relacionados aos Estados Unidos. Cerca de 80 alunos, entre os quais de intercâmbio, aproveitaram a presença do especialista na sala K102 na última quarta, 31, para debater sobre a atual política americana.

Assumidamente eleitor democrata, o professor defende sua tese citando pesquisas próprias, segundo as quais o atual presidente teria 77% de chance de se reeleger. Os institutos de pesquisa americanos têm indicado um empate técnico entre os candidatos. De acordo com o último levantamento do Instituto Real Clear Politics, Obama teria 47,7% e Rommey, 47,3% das intenções de voto. Os americanos decidem quem ficará na Casa Branca pelos próximos quatro anos nesta terça, dia 6.

– Entre os principais colégios eleitorais, Obama lidera as intenções de voto em Nevada, Ohio, Wisconsin, Iowa e New Hampshire. Enquanto isso, Romney é maioria apenas na Flórida – argumentou Maisel, afirmando ainda que o candidato democrata, segundo suas pesquisas, receberá cerca de 80% de votos das minorias (negros e latinos), enquanto Romney terá por volta de 60% de votos dos brancos.

Para o professor, os democratas compartilham as opiniões de Obama, enquanto muitos republicanos não acreditam que Romney seja um verdadeiro conservador. Maisel ressaltou que a escolha do ultraconservador Paul Ryan como vice-presidente foi planejada para compensar isso.

Maisel analisou as diferenças entre os partidos democrata, do atual presidente, e republicano, de Romney:

– Os democratas costumam ser abertos a negociações, como nos mostraram Bill Clinton e Obama. Já os republicanos, mais conservadores, estão dispostos a alcançar seus objetivos de qualquer maneira, como nas guerras criadas por George W. Bush.

 Eduardo RibeiroO ex-presidente republicano, que para Maisel é a maior referência de Romney, foi um dos principais alvos do professor:

– Obama ganhou o prêmio Nobel da Paz em 2009 só por não ser o Bush, já que ele não havia feito nada relacionado à paz anteriormente – afirmou, arrancando risadas da plateia.

Para o professor, o país tem um fraco comparecimento às urnas – entre 35% a 40% da população, e quase 7% de indecisos: “Gostaria que a participação fosse maior”.

Segundo Maisel, a maior preocupação da próxima gestão será superar a crise econômica que atinge o país desde 2008, com reflexos no mundo inteiro:

– Não há dúvidas de que o próximo presidente será julgado pelas ações de combate à bolha econômica, como já ocorre com o democrata – afirmou Maisel.