Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 17 de junho de 2024


Cultura

Grupo Pedras comemora 10 anos com peças e debate

Amanda Reis - Do Portal

04/04/2012

 Divulgação

O Grupo Pedras, criado por ex-alunos da PUC-Rio, comemora dez anos de atividades com uma extensa programação, que inclui a apresentação de peças de seu repertório e a mesa-redonda Pedras 10 anos: criação artística, produção e gestão de grupos de teatro, nesta quarta-feira, 4 de abril, às 18h, no Teatro Glaucio Gill, em Copacabana. O encontro contará com a presença dos pesquisadores de teatro Márcio Libar, Daniel Herz, Rosyane Trotta, Sidnei Cruz e Julio Adrião.

Nos dias 11 e 12 será apresentada a peça O reino de mar sem fim, de 2010, resultado de uma pesquisa de 14 anos realizada pela atriz, diretora e pesquisadora Adriana Schneider sobre o cavalo-marinho e o mamulengo, expressões populares da Zona da Mata Pernambucana. Ex-aluna de Comunicação da PUC e fundadora do grupo, Adriana fez uma tese de doutorado sobre o assunto.

Dando continuidade às comemorações, nos dias 18, 19 e 25 de abril haverá apresentações de Restin (2001), o primeiro trabalho da companhia, desenvolvido por Helena Stewart a partir de textos de autores nacionais como Carlos Drummond de Andrade e Luis da Câmara Cascudo.

 Divulgação Além de Adriana e Helena, integram o grupo os atores Marina Bezze, Luiz André Alvim, também ex-alunos da PUC, Ana Paula Secco, Diogo Magalhães e Georgiana Góes, que se revezam na direção, iluminação, cenotécnica e criação dramatúrgica dos espetáculos. Como cada um faz um pouco de tudo, as peças têm assinatura coletiva, que com frequência inclui parceiros como Fabiana de Mello e Souza, Leandro Castilho, Kiko Horta, Ronaldo Alvez e Miguel Vellinho.

– Os espetáculos focam em histórias inéditas e o grupo estabalece uma relação diferente com o palco – define Adriana, acrescentando que gostam de experimentar novas formas de interpretação, como o uso de marionetes e máscaras.

As apresentações são sempre às 21h, no teatro Glaucio Gilll, que fica na Praça Cardeal Arcoverde, ao lado da estação do metrô.