Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 23 de maio de 2017


Cultura

Festival Universitário de Teatro começa nesta terça

Sofia Miranda - Do Portal

18/10/2011

 Divulgação

A segunda edição do Festival de Teatro Universitário do Rio começa nesta terça-feira, 18, e segue até domingo na PUC-Rio, apresentando 30 esquetes, além de shows e debates sobre as companhias de teatro brasileiras, tema deste ano. Recém-criado, o festival cresceu de tamanho – no ano passado, foram encenados 15 esquetes em dois dias – e de importância, recebendo convidados como Paulo Figueira, organizador do Festival de Teatro Universitário da Angola, que vem ao Brasil especialmente para um intercâmbio com o festival carioca; os diretores Amir Haddad, Guti Fraga e João Fonseca, que participarão de debates; e ainda os diretores José Wilker e João Falcão, jurados da final.

– Ficamos felizes de poder contar com a presença desses grandes diretores. Clandestinos (projeto iniciado no teatro e levado à TV Globo após temporada de sucesso) foi uma ideia do João Falcão de trazer vários jovens desconhecidos que estão procurando um espaço. João misturou um pouco de ficção e realidade nisso. O Festival de Teatro Universitário tem um pouco disso também – explica o organizador do evento, Miguel Colker, da EPA! Youth Marketing.

Nove esquetes serão selecionados para disputar a final, no dia 23. O vencedor receberá um investimento para fazer uma montagem e entrará em cartaz no teatro da Casa de Cultura Laura Alvim, em Ipanema.

A estudante do 5º período de Cinema da PUC, Anna Luiza Machado, é diretora de Uma companhia só para mulheres, um dos esquetes que se apresentarão no festival.

– Acho que a maior importância do festival é a experimentação, de pôr em prática o que aprendemos na faculdade. Participei da primeira edição, e foi bem legal. É uma maneira de experimentar coisas que você não vai poder fazer na vida profissional. Neste esquete, por exemplo, tem muito do meu jeito, do que eu penso da vida em geral – disse Anna, que pretende criar uma companhia de teatro só para mulheres.

Seguindo a proposta desta edição, os esquetes homenageiam grupos teatrais ou espetáculos consagrados. O último a se apresentar no primeiro dia será A história de Antonio Tonatti (foto), que reúne alunos de PUC, Estácio, Facha, UFF e UniverCidade para homenagear a Armazém Companhia de Teatro.

Miguel acredita que o festival é importante para os jovens trocarem experiências e adquirirem conhecimento.

– O fato de haver um espaço para os jovens se apresentarem já é um argumento da importância deste festival. O jovem tende a não ter um espaço para mostrar seu talento para um grande público. No ginásio da PUC, vamos comportar cerca de 500 pessoas. Outra importância é a integração entre alunos de diferentes universidades. Esperamos que eles venham a se conhecer e a trocar conhecimentos e experiências – ressaltou Miguel.

O festival este ano homenageia companhias de teatro brasileiras, uma em cada dia de apresentação de esquetes. No dia 20, será a Cia. Os Privilegiados, que completa 20 anos. No dia 21 é a vez do Grupo Nós do Morro, criado há 25 anos. No dia 22, serão homenageados os 60 anos do Teatro O Tablado. A programação inclui ainda shows das bandas Ganesha, Novíssimos, Santa Clara e o Bloco do Sargento Pimenta, que encerra o festival, dia 23. A entrada é gratuita. Confira a programação abaixo e no site do Festu Rio:

Programação

Terça-feira, dia 18, no Laboratório de Artes Cênicas (LAC) da PUC-Rio 
15h30 – Debate: Companhias de Teatro Brasileiras, com Tânia Brandão (O Globo), Pina Coco (Grupo Tapa) e Fred Coelho (Asdrúbal Trouxe o Trombone) – Mediação: Alessandra Vannucci

17h30 – Debate: Cena Lusófona – Diálogo entre curadores e artistas, com Paulo Figueira, organizador do Festival de Teatro Universitário da Angola, Tânia Pires (Festflip), Miguel Colker (Festival de Teatro Universitário) e Julio Adrião (ator) – Mediação: Alexandre Montaury

Quarta-feira, dia 19, no Laboratório de Artes Cênicas (LAC) 
12h30 – Apresentação: Grupo Tá na Rua, com Amir Haddad, no Pilotis Kennedy

15h30 – Debate: Grupos Contemporâneos – Amir Haddad (Grupo Tá na Rua), Guti Fraga (Grupo Nós do Morro) e João Fonseca (Grupo Os Privilegiados), com mediação: Fábio Ferreira

Quinta-feira, dia 20, no Ginásio PUC-Rio

19h – Apresentações de 10 esquetes
Homenagem: 20 anos da Companhia Os Privilegiados
Show: Ganeshas

Sexta-feira, dia 21, no Ginásio PUC-Rio
19h – Apresentações de 10 esquetes
Homenagem: 25 anos do Grupo Nós do Morro
Show: Novíssimos

Sábado, dia 22, no Ginásio PUC-Rio 
19h – Apresentações de 10 esquetes
Homenagem: 60 anos do Teatro O Tablado
Show: Santa Clara

Domingo, dia 23, no Ginásio PUC-Rio
19h – Final com 9 esquetes selecionados
Entrega de prêmios: melhor ator, atriz, diretor, esquete e júri popular
Show: Bloco do Sargento Pimenta