Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 21 de julho de 2024


Campus

Festa celebra professores e funcionários da PUC-Rio

Ligia Lopes e Sofia Miranda - Do Portal

17/10/2011

 Ligia Lopes

O ginásio da PUC-Rio foi palco, nesta sexta-feira, 14, da confraternização pelo Dia do Professor e do Auxiliar Administrativo, comemorado dia 15 de outubro. O evento, promovido pela Reitoria e pela Vice-Reitoria Comunitária, homenageou professores e funcionários técnico-administrativos. O reitor, padre Josafá Carlos de Siqueira, fez a abertura da comemoração, que ele classificou como uma festa de gratidão e reconhecimento.

– Esta comemoração é algo simbólico, que representa o carinho e a gratidão que temos com todos os professores e funcionários que dedicam esforço à universidade. A melhor coisa da PUC é ser um espaço fraterno – destacou o reitor.

Após a abertura, o vice-reitor comunitário, Augusto Sampaio, iniciou as homenagens. Professores e funcionários receberam certificados e foram aplaudidos por cerca de cem pessoas que compareceram ao ginásio. Padre Josafá e o ex-reitor padre Jesús Hortal Sánchez, ambos completando 25 anos de universidade, estavam entre os homenageados.

– Esses 25 anos são bodas de prata. E bodas de prata significam fidelidade, amor, pertencimento e ao mesmo tempo muita fé em Deus. Acho que são 25 anos de histórias bem-vividas na instituição, histórias de acolhimento. O que mais me impressiona é o fato de a universidade ter uma dimensão comunitária – ressaltou padre Josafá.

O professor de História Ilmar Mattos, há 45 anos na PUC, agradeceu à universidade pelo ambiente acolhedor e respeitoso.

– Devo muito à PUC. Foi aqui que construí minha carreira e encontrei fortes laços de amizade – declarou Ilmar em seu discurso. – O que a PUC tem de muito valor é a tolerância e o respeito. Eu entrei aqui recém-formado, na época da ditadura, e nunca houve nenhum tipo de opressão – acrescentou o professor ao Portal.

 Ligia Lopes Homenageada pelos 45 anos de universidade, a assessora jurídica da Vice-Reitoria, Maria José Teixeira Soares, fez uma declaração emocionada.

– A maioria de nós dedicou a vida a este lugar. A PUC é a nossa alma também. E é isso que torna a universidade singular – declarou Majô, como é conhecida.

Ao som de samba e chorinho, a cargo do Quinteto Juriti, o professor Augusto Sampaio destacou a importância da confraternização, não só como uma menção honrosa, mas também como um evento que iguala a todos.

– O mais interessante deste evento é a integração entre pessoas de todos os cargos da universidade. Fazemos esse encontro há 15 anos, e sempre é muito gratificante ver o esforço e dedicação que todos oferecem à PUC – lembrou o vice-reitor comunitário.

Do Departamento de Comunicação Social foram homenageados o diretor, Cesar Romero Jacob; os professores Everardo Rocha, Rosangela de Araujo (todos com 35 anos de casa); Vera Fiqueiredo (30 anos); Fernando Ferreira, Hermes Frederico, Madalena Sapucaia, Pedro Camargo (com 25 anos); e a secretária Valéria Pessanha (com 20 anos).