Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 21 de julho de 2024


Campus

Sétima edição do Mutirão de Comunicação chega ao fim

Igor de Carvalho - Do Portal

22/07/2011

  Stéphanie Saramago

Nesta 7° edição do Mutirão Brasileiro de Comunicação, 1.231 pessoas (292 jornalistas, 536 participantes, 162 estagiários, 124 expositores e 117 professores e conferencistas) circularam pela PUC-Rio. Os participantes assistiram aos debates sobre os mais variados temas em 12 painéis de discussão, aprenderam nas 49 oficinas oferecidas ou simplesmente passearam pelos estandes montados nos pilotis da ala Kennedy. O Portal PUC-Rio Digital conversou com alguns deles e perguntou o que acharam das atividades disponíveis durante os seis dias de encontro entre comunicação e Igreja. A próxima edição do Mutirão será realizada em Natal, no ano que vem.

 Stéphanie Saramago Victor Quaresma, participante, 30 anos.
Paróquia São José e Nossa Senhora das Dores – Rio de Janeiro
“Está sendo algo muito bacana, percebo um lampejo da Igreja em pensar a comunicação em todos os seus segmentos. Me alerta para o uso do twitter, vários comentários contra e não veio ninguém defendê-la. A Igreja tem que usar esses meios. É colocar a comunicação a serviço da Palavra (próprio Cristo).”
 Stéphanie Saramago Albília de Almeida, participante, 31 anos.
Igreja Filha de Maria Auxiliadora – Cuiabá
“Bastante proveitosa pelos painéis, com temas provocadores para a reflexão. Gostei dos shows, do Jorge Vercilo por exemplo. Assisti a um painel com exibição de filme e as discussões foram bem próximas do nosso cotidiano. Gostei dos temas dos laboratórios também”.
 Stéphanie Saramago Renata Castro, participante, 21 anos. 
Paróquia Nossa Senhora De Loreto – Rio de Janeiro
“Expectativa de assistir alguma oficina para levar o conhecimento para realizar alguma coisa em nossa Paróquia.”
 Stéphanie Saramago Ayres Michel Melchiotti, participante, 35 anos.
Arquidiocese de Umuarama – Paraná
“É a minha primeira vez, estou gostando. Estou levando essa experiência para o Paraná, para minha arquidiocese, já que é a primeira vez que ela manda algum representante. A visita guiada para a Rocinha foi bem legal. É tudo nova para a gente do interior, só tínhamos visto pela TV.” 
 Stéphanie Saramago Celi Chaves de Souza, participante, 69 anos. 
Paróquia Nossa Senhora de Bonsucesso de Inhaúma – Rio de Janeiro
“Estou gostando muito. Está sendo ótimo porque não tenho muito conhecimento de blogs, youtube e consegui aprender um pouco mais. Como sou coordenadora da Catequese, quero levar o aprendizado para as outras pessoas da comunidade. Já assisti alguns painéis e pretendo assistir aos shows, principalmente o do padre Fábio de Melo.”
 Stéphanie Saramago Filipe Ferreira, participante, 21 anos. 
Paróquia Nossa Senhora De Loreto – Rio de Janeiro
“Ficamos sabendo do Mutirão pela nossa Igreja e minha mãe também ouviu na Rádio. Pretendo assistir a oficina de revista, de áudio, games. Quero aprender o máximo para levar para a Paróquia e criar uma Pastoral da Comunicação.”
 Stéphanie Saramago Padre André Lima, participante, 37 anos.
Arquidiocese de Brasília
“Gostando muito pela representatividade dos membros da comunicação de todo o país. O alto nível dos painéis. A procura pelos laboratórios está demonstrando a boa realização dessa edição.”
 Stéphanie Saramago João Carlos, participante, 17 anos. 
Paróquia São João Evangelista – Rio de Janeiro
“Encontro bom, muito proveitoso. Temos que vir com disponibilidade para receber as informações e aplicar o conteúdo dentro da nossa realidade, da nossa Paróquia. Passar adiante as informações.”
 Stéphanie Saramago Raphael Guimarães, participante, 30 anos. 
Seminarista de Teologia – Volta Redonda
“Apesar das dificuldades, todos têm se empenhado, têm sido solícitos. Participei do laboratório de rádio comunitária e achei as explicações sobre o modelo de transição para uma rádio de comunidade muito boa. Já fui a outros mutirões, não perco um. Em Natal estaremos lá.”
 Stéphanie Saramago Padre Carlos Danilo de Araújo Santos, participante, 25 anos. 
Arquidiocese de Picos – Piauí
“O mutirão está sendo muito bom, tem respondido as expectativas. Também está demonstrando a força da Igreja no Brasil. O número de participantes também é impressionante. Acaba por promover um encontro de culturas bem grande, Cristo não muda em sua essência, mas sim na forma de comunicar.



 Stéphanie Saramago

 

Victor Quaresma, participante, 30 anos.

Paróquia São José e Nossa Senhora das Dores – Rio de Janeiro

“Foi algo muito bacana, percebo um lampejo da Igreja em pensar a comunicação em todos os seus segmentos. O encontro me alertou para o uso do twitter. A Igreja tem que usar esses meios. É colocar a comunicação a serviço da Palavra (próprio Cristo).”


 Stéphanie Saramago

 

Albília de Almeida, participante, 31 anos.

Igreja Filha de Maria Auxiliadora – Cuiabá

“A semana foi bastante proveitosa pelos painéis, com temas provocadores para a reflexão. Gostei dos shows, do Jorge Vercillo, por exemplo. Assisti a um painel com exibição de filme e as discussões foram bem próximas do nosso cotidiano. Gostei dos temas dos laboratórios também”.

 


 Stéphanie Saramago

 

Renata Castro, participante, 21 anos. 

Paróquia Nossa Senhora De Loreto – Rio de Janeiro

“Espero levar algum conhecimento daqui para a nossa Paróquia.”

 

 Stéphanie Saramago

 

 

Ayres Michel Melchiotti, participante, 35 anos.

Arquidiocese de Umuarama – Paraná

“Foi a minha primeira vez, gostei muito. Estou levando essa experiência para o Paraná, para minha arquidiocese, já que é a primeira vez que ela manda algum representante. A visita guiada para a Rocinha foi bem legal. É tudo novo para a gente do interior, só tínhamos visto pela TV.” 



 Stéphanie Saramago

Celi Chaves de Souza, participante, 69 anos. 

Paróquia Nossa Senhora de Bonsucesso de Inhaúma – Rio de Janeiro

“Gostei muito. Foi ótimo porque não tenho muito conhecimento de blogs, You Tube e consegui aprender um pouco mais. Como sou coordenadora da Catequese, quero levar o aprendizado para as outras pessoas da comunidade. Assisti a alguns painéis e assisti ao show do padre Fábio de Melo.”


 Stéphanie Saramago

 

Filipe Ferreira, participante, 21 anos. 

Paróquia Nossa Senhora De Loreto – Rio de Janeiro

“Ficamos sabendo do Mutirão pela nossa Igreja e minha mãe também ouviu na rádio. Assisti às oficinas de revista, de áudio, games. Quis aprender o máximo para levar para a Paróquia e criar uma Pastoral da Comunicação.”

 


 Stéphanie Saramago

 

Padre André Lima, participante, 37 anos.

Arquidiocese de Brasília

“Gostei muito pela representatividade dos membros da comunicação de todo o país. O alto nível dos painéis. A procura pelos laboratórios demonstrou a boa realização dessa edição.”



 Stéphanie Saramago

 

João Carlos, participante, 17 anos. 

Paróquia São João Evangelista – Rio de Janeiro

“Encontro bom, muito proveitoso. Temos que vir com disponibilidade para receber as informações e aplicar o conteúdo dentro da nossa realidade, da nossa Paróquia. Passar adiante as informações.”

 

 Stéphanie Saramago

 

Raphael Guimarães, participante, 30 anos. 

Seminarista de Teologia – Volta Redonda

“Apesar das dificuldades, todos se empenharam, foram solícitos. Participei do laboratório de rádio comunitária e achei as explicações sobre o modelo de transição de uma rádio comum para uma rádio de comunidade muito boa. Já fui a outros mutirões, não perco um. Em Natal estaremos lá.”



 Stéphanie Saramago

 

Padre Carlos Danilo de Araújo Santos, participante, 25 anos. 

Arquidiocese de Picos – Piauí

“O mutirão foi muito bom, tem respondido as expectativas. Também demonstra a força da Igreja no Brasil. O número de participantes também foi impressionante. Acaba por promover um encontro de culturas bem grande, Cristo não muda em sua essência, mas sim na forma de comunicar.”