Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 24 de setembro de 2017


Variedades

PUC recebe Semana Global do Empreendedorismo

Ligia Lopes - Do Portal

12/11/2011

 Divulgação

Para despertar o espírito empreendedor entre os jovens, será realizada na PUC-Rio a Semana do Empreendedorismo, na volta do feriado, quarta e quinta-feira, dias 16 e 17 de novembro. O encontro contará com palestras do ex-camelô David Portes, atualmente dono de uma rede de 141 lojas e premiado pela World Confederation of Business como melhor palestrante; o empresário Bruno Grossman, formado em Marketing pela PUC-Rio e um dos donos da sorveteria Yoggi; e o engenheiro Luis Fernando Vabo, dono da empresa Sieve.

O encontro é um movimento internacional que acontece todos os anos no mês de novembro e envolve pessoas e instituições de 104 países a fim de promover o empreendedorismo. Nesta edição, a primeira na PUC-Rio, o evento é organizado pela Coordenação de Empreendedorismo da PUC-Rio em parceria com o Instituto Gênesis, a PUC-Rio e a EPA! Youth Marketing. Entre os investidores que participam do encontro estão Gavea Angels, 21212 e Arpex Capital.

Segundo o coordenador de Empreendedorismo da PUC, Luis Felipe Carvalho, a ideia de incluir a PUC na semana global já era antiga e discutida entre os professores da Coordenação de Empreendedorismo. Este ano foi selada a parceria com a empresa EPA! – especialista em organização de eventos –, incubada no Instituto Gênesis.

– A ideia básica é inspirar os participantes e mostrar o empreendedorismo como um caminho viável e divertido. Estamos trazendo gente bacana para falar e mostrar suas experiências como empreendedores. Não tenho dúvida que mais alunos vão tirar suas ideias do papel depois deste evento – afirma.

Ainda segundo o coordenador, a geração Y está acostumada a realizar muitas tarefas desde cedo, e isso faz com que os jovens de hoje sejam mais engajados em suas ideias, pois buscam informação de forma proativa, sem separar trabalho de lazer.

– Pela primeira vez na história da humanidade, as gerações mais novas são fonte de conhecimento primário dentro de casa: “Filho, você pode me ensinar como criar um perfil no Facebook?”.

O evento abordará de diversas maneiras o ato de empreender: no primeiro dia de evento haverá palestra, debate e um Blind Date, e no dia 17, a oficina de modelagem de negócios – organizada pelos professores Sérgio Yates e Cláudio Nasajon, faz um resumo das metodologias de como criar um negócio voltado para a nova geração – e duas mesas redondas (Empreendedores de atitude e Empreendedorismo, sustentabilidade e cultura – esta última visa trazer a importância de criar negócios sustentáveis que tragam resultados positivos para o lugar onde vivemos).

O coordenador Luis Felipe Carvalho estará presente em todo o evento e disponível para os alunos que queiram conversar sobre suas ideias.

– Faço questão de parar tudo o que eu faço quando vem alguém querendo compartilhar uma ideia. Fico muito orgulhoso de ver quantos alunos têm ideias legais e pensar que muitos deles vão fazer a diferença um dia – conta.

Pegando carona na ideia do Blind Date, um encontro marcado entre duas pessoas que não se conhecem, o evento fará, às 18h do primeiro dia, uma réplica da dinâmica, que consistirá no encontro entre um empreendedor e um investidor. Cinco grupos de investidores do Rio de Janeiro vão estar presentes em um encontro de três minutos com cada empreendedor, tempo de contar a ideia e despertar o interesse de investimento ou um feedback construtivo para o empreendedor. A expectativa é de ter cem dates em uma hora. A preparação para a dinâmica começa às 17h30min e o primeiro alarme deve soar às 18h. Os interessados devem chegar cedo e pôr o nome na fila.

As cinco melhores propostas – votadas pelos próprios investidores participantes – ganharão um treinamento na manhã do dia 17 com o Gávea Angels, grupo que surgiu há cerca de dez anos na PUC, chamado Investment Readiness, que prepara o empreendedor para receber o investimento.

A entrada será gratuita e a participação conta como atividade complementar.