Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 23 de outubro de 2017


Meio Ambiente

"É preciso buscar energia limpa e repensar conceitos"

Amanda Reis - Do Portal

15/06/2012

O Brasil está fazendo um bom trabalho investindo na produção de etanol, afirmou na tarde desta quinta-feira o físico José Goldemberg, ex-secretário de Meio Ambiente no governo Collor, em debate sobre energia limpa que reuniu cientistas no Fórum de Ciência, Tecnologia e Inovação sobre Desenvolvimento Sustentável, na PUC-Rio.

“O país sabe que esta será a solução para o resto do mundo”, completou o professor e ex-reitor da USP. Goldemberg foi o primeiro latino-americano a ganhar o Blue Planet Prize 2008, prêmio concedido desde 1992 pela Asahi Glass Foundation, uma das mais respeitadas organizações sem fins lucrativos do Japão, a quem contribui para uma vida melhor.

A diretora-executiva da Agência Europeia do Ambiente, Jacqueline MacGlade, alertou que o consumo de energia na Europa continua crescendo, e longe da meta estabelecida para a adoção de fontes renováveis, em 2020.

– A Europa tenta retirar energia de todos os lados e de todas as maneiras, mas ainda está na metade do caminho.

Para a professora da Coppe-UFRJ Suzana Ribeiro, é preciso repensar conceitos como o consumo, o progresso e o modelo de crescimento atual, e a relação entre bem-estar e renda.

Também presente no evento, o professor de Economia da UFRJ Roberto Schaeffer, lembrou que a realidade econômica mundial é bem diferente da década de 1990, e disse estar pessimista quanto aos avanços:

– Barack Obama e Hollande não vêm. Isso enfraquece a ideia principal do encontro, que é de selar acordos entre países para buscar soluções para os problemas ambientais. Hoje, o Brasil está bem e o mundo não está. Em 1992, acontecia o contrário. A questão ambiental está em segundo plano. As ideias não saem do papel.