Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 25 de março de 2017


Esporte

Cinema vira estádio, com Neymar de astro na tela

Felipe Castello Branco e Marcela Henriques - aplicativo - Do Portal

23/06/2014

 Marcela Henriques

Embalado pela imagem em alta definição, o cinema repete por tabelinha a Copa. Se, em 1950, uma multidão se reunia no Cineac Trianon três dias depois dos jogos para assistir aos melhores momentos, hoje os torcedores acompanham simultaneamente na telona o disparo certeiro de Neymar radiografado por ângulos e velocidades diversos. Ou a encenação perfeita de Fred no pênalti transformado em virada. Ou o bico redentor de Oscar, preciso como uma tacada de sinuca. "Gosto de ver o jogo mesmo, prestar atenção aos detalhes e ouvir os comentários. Às vezes, isso não é possível num churrasco ou num bar com os amigos. Aqui, nada passa despercebido", justifica o empresário Bruno Brasil, um dos 20 espectadores que tranformaram em arquibancada a sala do Kinoplex do Fashion Mall na estreia vitoriosa do Brasil (3 a 1) contra a Croácia. 

A cada lance do craque Neymar, nossa maior esperança de gol, os gritos ecoavam pela sala escura e jogavam para escanteio, claro, a etiqueta habitual do cinema. O silêncio obrigatório numa sessão ordinária não faz sentido, pelo contrário, quando o futebol brilha na tela grande e a plateia veste-se de verde e amarelo para empurrar, a 350 quilômetros do Itaquerão, em São Paulo, a largada rumo ao hexa. O programa tende a se tornar mais comum, prevê o fotógrafo Paulo Sabugosa, que reforçava o time dos espectadores no cinema de São Conrado. 

— Acredito que o boca a boca vai difundir essa iniciativa. No próximo jogo, isso aqui vai estar lotado. Gostei bastante da experiência, e pretendo ver mais jogos — empolga-se Sabugosa.

Pela primeira vez, um jogo do Mundial foi transmitido no cinema em "tempo real" e alta definição. O Cinelive, que transmite conteúdo online para a tela grande –, tornou disponível a transmissão do jogo de abertura da Copa para 129 canais exibidores em 20 estados brasileiros. (Veja, no quadro no fim do texto, a lista de salas que exibirão jogos da Copa).

 Marcela Henriques Bruno Brasil aproveitou a iniciativa, e a coincidência com o Dia dos Namorados, para comemorar no cinema regado a futebol o ano com Amanda Barreto. Largou o churrasco com os amigos para acompanhar na sala escura, a dois, a estreia do Brasil. Ele admite que o tamanho da tela e a qualidade da transmissão também pesaram para a escolha, digamos, mais romântica:

— O tamanho da tela, a qualidade da imagem e do som e o conforto de estar no cinema foram decisivos para a minha escolha. Gosto de reparar nos detalhes, o que é difícil num churrasco ou num bar. 

A bola seguirá rolando no escurinho do cinema. Até porque a estreia — do Brasil e da Copa em alta definição na telona — foi bem-sucedida. Assim como os comandados de Felipão, a sala de exibição passou no teste: 

— O Kinoplex usou essa partida como teste para futuros jogos. A exibição não foi tão divulgada, pois o contrato com a Fifa foi firmado só há uma semana — conta o gerente operacional da rede Kinoplex, Luciano Martins.

 

Mundial nas telonas do Rio

Os ingressos para os jogos da Copa no cinema custam R$ 15 (meia) a R$ 30 (inteira). Abaixo, as salas no Rio que exibirão as partidas:

Rio de Janeiro: Cinemark Botafogo, Cinemark Downtown, Cinépolis Lagoon, Kinoplex Fashion Mall, Kinoplex Leblon, Kinoplex Nova América, Kinoplex Tijuca, Kinoplex West Shopping, Madureira Shopping, Roxy, São Luiz, UCI Kinoplex NorteShopping, UCI New York City Center, UCI ParkShopping Campo Grande.

Niterói: Cinemark Plaza Shopping Niterói.

Nova Iguaçu: Kinoplex TopShopping.

São Gonçalo: Box Cinépolis São Gonçalo.

São João de Meriti: Kinoplex Grande Rio.