Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 26 de junho de 2017


Cultura

Filmes de alunos abrem Cineclube PUC-Rio no Odeon

Bárbara Chieregate - aplicativo - Do Portal

20/08/2015

 Paula Bastos Araripe

É objetivo de todo cineasta ter seu filme exibido na tela grande. Na noite de terça-feira, o sonho foi realizado por quatro jovens realizadores, os alunos de cinema da PUC-Rio Júlio Napoli (com Eu vi dublado), Célio Porto (Shot); Rubel Brisolla (Três João); e Luisa Nolasco (Mulheres no funk), que abriram com seus curtas-metragens o Cineclube PUC-Rio no Cine Odeon/Centro Cultural Severiano Ribeiro, na Cinelândia. A exibição, que reuniu 150 espectadores, foi seguida de um debate com o coordenador do curso de Cinema da PUC-Rio, o professor e crítico cinematográfico Miguel Pereira.

– Para mim, a graça de exibir um filme é ter várias pessoas interpretando coisas diferentes, vendo graça e significados onde não tem. Cada um se identifica com uma coisa, e isso é incrível porque o filme ganha vida própria, não é mais seu, é de quem assiste – afirmou Brisolla, respondendo sobre o discurso e a mensagem que um filme pretende passar ao espectador.

Paula Bastos Araripe  Julio Napoli completou: “Cada vez que o filme é passado para determinado público, torna-se um filme diferente. A obra original só existe na cabeça do diretor”.

O diretor Célio Porto também falou sobre as dificuldades no processo de criação:

– Ao pensar em uma história, alguns filtros são difíceis de ultrapassar. É preciso que a ideia saia da sua cabeça, passe para o papel, e do papel você precisa ensaiar, filmar, trazer cor… é uma batalha dura. E eu aceito que preciso escrever, escrever e escrever, porque o resultado final nunca vai sair na primeira vez que eu tentar.

Ouça também:
Odeon da Cinelândia recebe o primeiro CineClube PUC Rio com produções de alunos

 Paula Bastos Araripe Debate marca noite de estreia do Cineclube

Produzidos nas disciplinas Projeto de Filme I e II, dos professores Marcelo Taranto e José Mariani, os curtas Eu vi dublado, de Júlio Napoli; Shot, de Célio Porto; Três João, de Rubel Brisolla; e Mulheres no funk, de Luisa Nolasco, todos com 15 minutos de duração, foram apresentados em DCP (Digital Cinema Package). Na visão de Miguel Pereira, os quatro filmes exibidos “representam muito bem o curso de Cinema da PUC-Rio”.

– Um curso de cinema se realiza quando um filme é feito – sintetizou o professor.

 O professor de cinema italiano do Departamento de Comunicação Social da PUC-Rio Arturo Netto ressaltou a importância da primeira janela – a sala de exibição – na vida de todas as pessoas que fazem cinema e acredita que a iniciativa “abra um grande caminho aos futuros cineastas”:

– O Odeon é uma referência histórica na cidade do Rio de Janeiro como espaço cultural e cinematográfico. É uma resistência desse lugar que é conhecido como Cinelândia e que hoje só tem o Odeon como espaço da cinematografia nacional.

A estudante de Letras da PUC-Rio Yasmin Cortez esteve na plateia do Cineclube e mostrou-se entusiasmada com a oportunidade de poder ter acesso ao que está sendo feito dentro da universidade:

– É fantástico saber que isso está acontecendo no mundo acadêmico, com pessoas com idades próximas à minha, vendo onde elas estão chegando e as visões de mundo de cada um. É como um leque de boas visões que sozinho você não teria.

Veja a Fotogaleria

 Paula Bastos Araripe O Cine Odeon também será o espaço para outras iniciativas da PUC-Rio. A gerente executiva Daniela Pfeiffer (na foto, ao lado do professor Miguel) destacou: “Estão nos planos dessa parceria a realização de ações como aulas magnas no cinema e a continuidade do Mostra PUC-Rio/Kinoplex, com filmes premiados (leia aqui sobre a edição passada)”.

O Cineclube terá sessões mensais, apresentando curtas de ficção e documentários produzidos por estudantes de cinema da PUC, com entrada gratuita e aberta ao público. Em outras sessões no Odeon, alunos da PUC pagam meia-entrada e um acompanhante tem cortesia.

Leia também:
Cineclube PUC-Rio estreia no Odeon, acompanhado de debate