Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 17 de agosto de 2017


Cultura

Cineclube PUC-Rio estreia no Odeon, acompanhado de debate

Bárbara Chieregate * - aplicativo - Do Portal

17/08/2015

 Divulgação

Estreia no recém-reformado Cine Odeon, reaberto como Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, nesta terça-feira (18), às 20h, o Cineclube PUC-Rio, que apresentará ao grande público curtas-metragens de ficção e documentários realizados por alunos de Cinema do Departamento de Comunicação Social da universidade. As sessões mensais são abertas e gratuitas (leia a programação abaixo). O coordenador do curso de Cinema da PUC-Rio, o professor e crítico cinematográfico Miguel Pereira avalia que a primeira ação da nova parceria PUC-Odeon dará grande exposição aos estudantes, que terão seus filmes debatidos e analisados.

– O Cineclube permite que os alunos vejam, como um verdadeiro espectador, seu próprio olhar na hora de fazer um filme, e em um tradicional cinema, como o Odeon. Além disso, as sessões não apenas exibirão os filmes, como terão um momento de troca, debate e interação – ressalta o professor, responsável por incentivar e mediar a conversa com o público.

A sessão inaugural apresentará quatro filmes: “Eu vi dublado”, de Julio Napoli; “Três João”, de Rubel Brisolla, “Mulheres no funk”, de Luisa Nolasco, e “Shot”, de Célio Porto, todos realizados nas disciplinas de Projeto de Filme I e II, fazendo da iniciativa uma aproximação da academia com o mercado. O produtor do Cineclube, o ex-aluno Victor Clin, conta que a escolha dos títulos para a primeira sessão foi feita com um recorte de filmes dos últimos dois anos muito aplaudidos e bem recebidos pelo público em suas exibições no Auditório RDC da universidade. "São filmes leves que ao mesmo tempo inspiram reflexão”, sintetiza.

Para o diretor de “Eu vi dublado”, Julio Napoli (em cena do filme na foto acima), a experiência é interessante pelas portas que podem ser abertas aos alunos, além da divulgação espontânea que o evento gera.

Com a parceria, a PUC-Rio organizará sessões no Odeon uma vez por mês, uma oportunidade de mostrar para o público geral o que é produzido dentro da faculdade. Miguel Pereira reforça que a ação pode abrir portas a novas iniciativas:

– O espaço no Odeon é compartilhado com a PUC e pode ser usado também para debates, seminários e mostras que a universidade planejar, e o Cineclube pode ser um incentivo para isso.

Em palestra na PUC-Rio, o diretor de programação do Odeon, Sérgio Sá Leitão, destacou a importância da parceria:

– Na nossa visão, a parceria com a PUC é um dos pilares do nosso projeto. Não é apenas mais um convênio, é uma conexão estratégica do centro cultural com a Universidade e com o curso de Comunicação, especificamente o Curso de Cinema, a prática entre o ensinar, o fazer e o refletir.

Assista também:

Cine Odeon é reaberto depois de reforma

Apresentação da parceria PUC-Odeon

"Cinemas de rua devem inovar sem perder a essência"

Programação Cineclube PUC-Rio

O Cineclube PUC-Rio é aberto a qualquer pessoa que queira participar e a inscrição pode ser feita por e-mail (cineclube@cinemapuc.com) ou no local. Os alunos que fizerem registro no local ganharão um certificado valendo 1 crédito de atividade complementar.

Eu Vi Dublado | Documentário (15 min) – 2015 Direção: Julio Napoli Produção: Lhays Macêdo Documentário que busca tratar o valor afetivo da dublagem brasileira em filmes internacionais, focando na geração que cresceu assistindo a TV Aberta nos anos 80 e 90.

  Divulgação

Três João | Ficção (15 min) – 2013 Direção: Rubel Brisolla Produção: Thiago Ortman Filme sobre a transição entre a juventude e o mundo adulto a partir da experiência de 15 minutos na vida de três jovens que, além de terem o mesmo nome, compartilham a mesma faixa de areia na Praia de Ipanema.

 Divulgação  

 

Mulheres no Funk | Documentário (15 min) – 2013 Direção: Luisa Nolasco Produção: Maria Eduardo Barreiro Curta documentário que retrata o discurso de mulheres que vivem no universo do funk carioca. O filme traz a fala de Maysa, Priscilla e Sabrina, que buscam espaço para colocar sua voz neste contexto.

 

Divulgação

 

Shot | Ficção (15 min) – 2014 Direção: Célio Porto Produção: Julia Menna Barreto. Quando Joaquim descobre que o diretor do filme que escreveu planeja mudar a última cena de sua história, o roteirista invade o set de filmagem e mantém a equipe refém até que o final seja gravado do jeito que ele concebeu.

 

 

* Colaborou Juliana Reigosa