Projeto Comunicar
PUC-Rio

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram

Rio de Janeiro, 18 de outubro de 2017


Ciência e Tecnologia

Celebridades da web debatem internet no Rio

Matheus Vasconcellos - Do Portal

13/12/2012

 Eduardo Ribeiro

A democratização do acesso à internet foi um dos principais assuntos do Youpix Festival, que reuniu, na segunda e terça, dias 10 e 11 de dezembro, mais de seis mil inscritos no Centro Cultural Ação da Cidadania, na primeira edição carioca do evento. O palco principal recebeu palestras que envolviam desde temas nerds até debates sociais pelo olhar da tecnologia.

O debate A comunidade conectada, mediada pelo jornalista e blogueiro do O Globo Beto Largman, uniu também Renê Silva, editor-chefe do portal Voz das Comunidades; Anderson França, fundador da Dharma, rede de comunicações de comunidades cariocas; e Leonardo Elói, cofundador do site Meu Rio, que exaltou o momento que o mundo vive em relação à tecnologia e ao acesso à informação.

– Nós estamos vivendo um momento único na história do planeta. Hoje todo mundo tem acesso à tecnologia para fazer denúncias, dar liberdade à informação e fazer o bem comum – exaltou Elói, que usa as redes sociais para promover a aproximação dos cariocas com a política, por meio de abaixo-assinados, ações de fiscalização do poder público e de divulgação dos direitos e deveres de cidadãos e autoridades.

Outro exemplo de exercício da cidadania é o portal Voz das Comunidades, dirigido e idealizado por Renê Silva.

Renê, de 18 anos, faz o jornal comunitário desde os 11 e ampliou sua audiência fazendo a cobertura da invasão do Complexo do Alemão, em novembro de 2010. Este ano, foi convidado para participações na novela Salve, Jorge, de Glória Perez, que tem um núcleo no Alemão.

– O Voz nasceu quando tive de fazer um trabalho para a escola, como se fosse um jornal do Complexo do Alemão. Aproveitei a ferramenta do Twitter, que era de graça, para poder informar as pessoas sobre o que acontecia na comunidade. Horas depois da invasão do Alemão, passamos de 30 para 30 mil seguidores – contou Renê, comentando que nunca imaginou que o projeto daria tão certo.

Para Elói, o maior desafio de seu trabalho no site é falar sobre política para toda a sociedade:

– Somos apartidários, mas falamos sobre política, um tema sempre muito polêmico. Mas ignorar as atividades políticas é o maior erro da humanidade. O desafio do Meu Rio é engajar as pessoas.  Eduardo Ribeiro

Segundo Anderson França, da Dharma, o sucesso da agência, que começou na Favela da Maré e hoje está presente em várias comunidades, é usar a internet para promover a cultura das favelas:

– O segredo da agência é fazer com que as pessoas se conectem à nossa rede. Nós da Dharma começamos a criar valores que podem ser compartilhados. O real valor da empresa está nas pessoas que partilham dos nossos ideais.

A segunda palestra do dia, O nicho que virou mainstream, discutiu como os livros de literatura fantástica revolucionaram o mercado nerd (leia mais em: Mercado lucra com a popularização do mundo nerd). Mediada por Alexandre Ottoni, fundador do site Jovem Nerd, o debate contou com a participação de Deive Pazos, sócio de Alexandre no site Jovem Nerd e editor dos livros publicados pelo selo NerdBooks; Eduardo Spohr, escritor de literatura fantástica; Fábio Yabu, escritor e autor do livro infanto-juvenil Princesas do Mar; Natália Penas, que estava lançando seu livro independente A cruz de Jenuário; e Viviane Lordello, cofundadora do Skoob, uma rede social para leitores.

Eduardo Spohr, autor de livros como A batalha do Apocalipse e o primeiro livro da série Protocolo Bluehand: Alienígenas (em parceria com o Jovem Nerd), contou que a internet possibilita um feedback melhor dos leitores:

– Sempre é muito importante ouvir os leitores, e o twitter me proporciona esse feedback muito mais direto. Todos os dias as pessoas me perguntam algo sobre meus livros.

Foi a internet também que permitou a Fabio Yabu iniciar sua carreira de escritor. Depois de dois anos publicando uma história em quadrinhos independente na internet, Yabu foi chamado para ter suas histórias publicadas na Panini, maior editora de quadrinhos do Brasil.

– Eu fiquei quase dois anos fazendo tudo sozinho. Eu escrevia, desenhava, animava e postava na internet, e as pessoas gostavam. Isso é a minha paixão, é o que faço de melhor, e a única profissão que me faria feliz. A internet me possibilitou iniciar minha carreira – contou o escritor, que hoje escreve livros para o público nerd pelo selo NerdBooks, lançado por Alexandre e Deive, e lançou o último livro, Protocolo Bluehand: Zumbis, no início de dezembro, contabilizando seis publicações no ano de 2012.

Após o debate, os autores autografaram suas obras e atenderam aos fãs no espaço Le Puffes. Eduardo Ribeiro

Os irmãos Castro; o vlogger Cauê Moura, do canal Desce A Letra; e os autores do podcast Matando Robôs Gigantes, Affonso Solano, Diogo Braga e Roberto Duque Estrada foram algumas das web celebridades que atraíram o público ao evento, que estava lotado mesmo realizado durante o dia, e em um galpão sem ar-condicionado.

O site TechTudo promoveu embates entre especialistas com os temas XBOX360 vs Playstation 3 e IOS vs Android. O evento reuniu estandes de empresas como Fiat, Seara, Multishow e Magazine Luiza.